sábado, 25 de junho de 2011

Aprendendo com os Recabitas

Preserve sua fidelidade – Jr. 35:1-13,18,19
Nos dias de Jeremias havia um grupo conhecido como “Família dos recabitas”. Essas pessoas traçaram sua linhagem familiar até Jonadabe, o qual, segundo elas, deixou instruções para obedecer aos mandamentos de Deus e às ordens específicas sobre o estilo de vida que levariam, o qual incluia não tomar vinho nem construir casas; pelo contrário, deveriam viver como nômades em tendas. Residiam provisioriamente em Jerusalém para se protegerem dos caldeus. Jeremias os usou como exemplo para Judá, pois eles perteciam a um grupo que permaneceu fiel aos antepassados, algo que os israelitas fracassaram em fazer. Notemos que o profeta não se referiu aos mandamentos particulares que seguiam, mas sim à fidelidade geral deles à Lei e ao Senhor. Devido a essa fidelidade, Deus prometeu-lhes, através de Jeremias: “Nunca faltará homem a Jonadabe, filho de Recabe, que assista perante minha face todos os dias”. (Quem é quem na Bíblia Sagrada – Paul Gardner).
 Recabitas: Seita ou ordem religiosa que teve seu princípio em Jonadabe, filho de Recabe. Os princípios dos recabitas consistiam numa reação e protesto contra o luxo e a licenciosidade que, no reinado de Acabe e Jezabel, ameaçavam destruir inteiramente a simplicidade da antiga vida nômade de Israel. Em conformidade com suas idéias, os recabitas não bebiam vinho, nem edificavam casas, nem semeavam grãos, nem plantavam vinhas, nem possuíam coisa alguma. Habitavam em tendas, em memória de terem sido estrangeiros na terra. Pelo espaço de dois séculos e meio (250 anos) cumpriram fielmente suas normas; mas, quando Nabucodonosor invadiu Judá no ano 607 AC tiveram então que abandonar suas tendas. (Dicionário da Auto-ajuda através da Bíblia – Ricardo da Costa Alba, Nivaldo Rocha Vieira, Ismael A. R. Vieira).
O léxico de Strong define o significado do nome Recabe como “Cavalheiro”, informa-nos ainda que Recabe foi o adjetivo hebraico que deu origem a “Recabitas”.
O dicionário da Bíblia de Almeida 2ª Edição informa-nos que os recabitas era tribo midianita que adoravam o Deus verdadeiro, eles viviam em barracas e não bebiam bebidas alcoólicas.
Os recabitas preservaram seus costumes, idéias por 250 anos em plena obediência, por essa razão, Deus prometeu que nunca deixaria de haver um descendente de Jonadabe que não assistisse em sua presença (Jr. 35:19).
Eles preservaram a obediência, porque conheciam o princípio que “Obedecer é melhor do que sacrificar (I Sm 15:22), E nós temos guardado as prescrições que recebemos da Palavra de Deus, ou tornamo-nos como as pessoas de Judá?

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Zelando por Siló - o lugar da morada de Deus entre os homens.

Siló:
Siló significa “Descanso”, era uma cidade no tempo bíblico a 16 km ao nordeste de Betel que se tornou o centro religioso dos judeus em Canaã na época de Josué e permaneceu como centro religioso até os dias do profeta Samuel, permaneceu como centro religioso por cerca de 300 anos.
Nas escrituras constam que Deus desamparou Siló, o lugar da sua morada entre os homens; e o motivo disso era a má conduta do povo, o povo se tornou idólatra e abandonou o seu Deus.
A corrupção ia do povo comum aos sacerdotes, na época de Samuel que foi a época onde Siló foi desamparada, os sacerdotes não temiam a Deus, não respeitavam suas ofertas, se deitavam com as mulheres no tabernáculo e o sumo-sacerdote sabendo dessas coisas não fazia nada.
Deus vendo tamanha corrupção, entregou a arca da aliança aos filisteus e os filisteus levaram a arca para sua terra e depois de serem feridos por Deus por desrespeitarem a  arca, levaram a arca para Judá, com presentes para o Deus de Israel, e a arca permaneceu em Judá por pelo menos 20 anos na época de Saul, o primeiro rei de Israel, ela ficou lá tanto tempo que o povo se esqueceu completamente dela.
A partir do momento em que os filisteus levaram a arca para sua terra, Siló já estava desamparada. E a preocupação com a arca da aliança só foi retomada com Davi que quis construir um lugar para que a arca do SENHOR tivesse repouso. Na época de Davi, o centro religioso passou a ser em Jerusalém, e permaneceu sendo até a época do Cativeiro Babilônico, mas mesmo sendo Jerusalém o principal centro religioso para os Judeus, havia em Betel um outro centro idólatra criado na época da divisão dos reinos depois da morte de Salomão;
Nas escrituras constam que Deus disse que tem pessoas que não entrarão no seu repouso, tem pessoas que não desfrutarão do Siló. Porque tem um coração infiel, incrédulo, desobediente. O siló de Deus é tanto para o céu, a eternidade como para a época presente, por isso, Jesus disse: “Em mim achareis descanso para as vossas almas”. Jesus falou do descanso para nós aqui na terra tanto quanto lá no céu;
Mas muitos não entram no descanso e não levam ninguém ao descanso de Deus, porque nunca experimentaram o verdadeiro descanso de Deus.
A bíblia diz em Hb 4:9: “Portanto, ainda resta um descanso para o povo de Deus”. Você tem entrado no descanso dele? Tem conduzido alguém a esse descanso?
Será que você tem valorizado o Siló que Deus, o Pai, tem te dado? Porque o desamparar de Siló, se repetiu com a cidade de Jerusalém na época de Jeremias, o profeta, porque o povo também não valorizou a comunhão com o doce Espírito Santo, nós como templos individuais de Deus, precisamos zelar pela comunhão com o doce Espírito Santo. Você e eu temos feito isso?
Leituras bíblicas adicionais: Js 18:1-10; 22:12; Jz 18:31; I Sm 1-4; 7:1,2; I Rs 2:27; Sl 78:60; Jr 7:12,14; 26:6,9; Hb 4:1-11

sábado, 18 de junho de 2011

E se for sua última vez?

SE FOR SUA ÚLTIMA VEZ?
Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o crucificaram, a ele e também aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda.
Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. Então repartiram as vestes dele, deitando sortes sobre elas.
E o povo estava ali a olhar. E as próprias autoridades zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou; salve-se a si mesmo, se é o Cristo, o escolhido de Deus. Os soldados também o escarneciam, chegando-se a ele, oferecendo-lhe vinagre,e dizendo: Se tu és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo.
Por cima dele estava esta inscrição em letras gregas, romanas e hebraicas: ESTE É O REI DOS JUDEUS. Então um dos malfeitores que estavam pendurados, blasfemava dele, dizendo: Não és tu o Cristo? salva-te a ti mesmo e a nós.
Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça; porque recebemos o que os nossos feitos merecem; mas este nenhum mal fez. Então disse: Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso. Era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até a hora nona, pois o sol se escurecera; e rasgou-se ao meio o véu do santuário. Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou. Quando o centurião viu o que acontecera, deu glória a Deus, dizendo: Na verdade, este homem era justo. E todas as multidões que presenciaram este espetáculo, vendo o que havia acontecido, voltaram batendo no peito. (Lc 23:33-48)

Este ladrão teve um único encontro com Jesus em toda sua vida e o que ele fez foi aproveitar ao máximo. Tem pessoas que terão um único encontro com Jesus como teve pessoas na Bíblia que só tiveram um único encontro com Ele, vejamos quem são e o que fizeram:

1.    Nicodemos:
Mesmo sendo um líder religioso muito respeitado aproveitou a ocasião para aprender com Jesus.  Devemos aproveitar para aprender com Jesus, como Maria aproveitou ao sentar-se aos pés de Jesus e ouvir sua Palavra. Quando estivermos a sós com Ele, deixemos que ele nos ensine como amar as pessoas, como servir as pessoas, como falar dele a pessoas. Deixemos de lado todo nosso favoritismo teológico e deixemos que Jesus seja o nosso Mestre de fato e verdade.
Mesmo sendo um líder religioso muito respeitado, Nicodemos, abriu mão da sua religião. Em momento algum de seu encontro com Jesus ele falou sobre a posição que ocupava no Sinédrio Judaico; mas Jesus falou que ele era mestre judeu. Quando estiver diante dele, não faça uma exibição dos seus diplomas, conhecimentos teológicos, das suas “conquistas  espirituais”, mas seja como Naamã que decidiu se despir de suas patentes e mergulhar no rio Jordão sete vezes até ser curado. Naamã não exibiu suas “Qualidades” para o Deus de Jacó, mas ao invés disso, se humilhou diante dele e foi por ele curado, deixe-o curá-lo, mas ele só o curará quando você reconhecer que sua religião não é nada diante do Seu imenso conhecimento! Abra mão da sua identidade eclesiástica, posição.
Mesmo sendo um mestre religioso muito respeitado, Nicodemos, reconheceu quem Jesus era. Ao encontrar com Jesus, Nicodemos o chamou de “Mestre vindo da parte de Deus”, reconheceu que a doutrina que Jesus pregava não era a doutrina do próprio Jesus, mas que ele recebeu do Pai. Quando você estiver no seu tempo a sós com Ele, não o faça um simples profeta, a encarnação de um arcanjo, um espírito iluminado, um idealista qualquer, mas saiba quem ele é de Fato: O Cristo, O Deus Filho, O SENHOR, Todo-Poderoso, Rei Imortal, Sumo sacerdote, Cordeiro, Princípe da Paz, Deus Forte, Pai da Eternidade, Maravilhoso, Conselheiro, Advogado, Justo juiz... Como seus discípulos, ele está nos perguntando “Quem dizeis que eu sou?”
2.    Zaqueu:
Aproveitou para vê-lo; Quando estiver com Jesus a sós no seu devocional, contemple o Cordeiro de Deus, Muitos ao encontrarem não o veêm como ele é. Muitos querem suas mãos poucos querem sua face. Jesus é a luz que vinda ao mundo alumia todos os que estão em Trevas, quando nós nos colocamos em sua luz santa, nós passamos a nos conhecer melhor, porque na sua luz vemos a luz e nós somos luz.
Aproveitou para Testemunhar sobre ele.  Ao sair da sua face, mas não das sua presença, porque não tem como se ausentar do Espírito, testifique de Jesus. Quase todas as pessoas que tiveram um bom proveito do Encontro com Jesus que tiveram, logo em seguida, testemunharam dele; Disso testemunha a Mulher Samaritana, Os discípulos, Os fariseus (Num dado discurso de Jesus, eles disseram: “Nunca ninguém falou como ele”) e tantos outros... Lembre-se que hoje você é seu corpo na terra, ele só fará por seu intermédio, você é o embaixador de Jesus na Terra.
Aproveitou para ser Salvo e conhecido. Muitos querem ir até Jesus para serem somente curados, mas não salvos, curados, libertos. Muitos querem conhecê-lo, mas não querem ser conhecidos dele. Zaqueu o conheceu como Filho de Davi, o Salvador Prometido e por isso restituiu o que roubou, fez uma festa para apresentar Jesus aos conhecidos, porque daquele dia em diante, Jesus e Zaqueu se conheciam pessoalmente. Quando você o conhece intimamente seu evangelismo ganha uma nova dimensão, porque você apresenta Jesus na perspectiva de amigo, uma perspectiva correta, uma perspectiva que não causa decepção em ninguém, porque você sabe o que ele quer, faz, pode, tem... Você o tem conhecido e tem sido conhecido dele? Os apóstolos foram reconhecidos como pessoas “que haviam estado com Jesus” e você?
3.    Um Jovem Rico
Aproveitou para promover a si próprio. De certa forma, ele exibiu para multidão presente suas qualidades de religioso, “Senhor desde minha mocidade tenho guardado tudo isto”, Quando estiver perante ele, deixe-o crescer, falar, agir em você “Importa que ele cresça e que eu diminua”.
Retirou-se Triste; Não deixe que nada o impeça de que Jesus se torne sua fonte de alegria, a fonte de alegria daquele jovem era sua riqueza, para muitos é o seu ministério, emprego, família, esposa, amigos, faculdade, diploma, reconhecimento... Mas se esquecem que sem Jesus “nada do que foi feito se fez”, ele é a origem eterna de todas as coisas. Será que tem alguma coisa que tem impedido você de ter com Jesus completamente?
Negligenciou o amor divino. “Olhando para Ele, Jesus o Amou”. Quando nós recebemos o amor pelo Espírito Santo é para compartilhar como todas as demais coisas no Reino de Deus, “De graça recebestes, de graça dai”, O Amor de Cristo nos constrange a testemunhar a pessoas que nunca tiveram um encontro genuíno com Ele. Você tem testemunhado, repartido desse amor com alguém?
4.    Herodes
Viu a Jesus Preso. Muitos aprisionam Jesus de um certo modo de fazer as coisas, sempre repetitivas nunca inovadoras, mas  o Senhor é o Deus da Criatividade, Jesus esteve com o Pai e com o Espírito na criação, muitos retiram a capacidade criativa de Jesus de suas vidas... Muitos aprisionam Jesus em teologias humanas, baratas e egoístas. Você tem aprisionado Jesus de alguma forma?
Zombou de Jesus. Muitos dão títulos de zombaria para Jesus, isso era comum até na época do NT, uns zombavam da sua encarnação, ressurreição. Mas você deve sempre exaltá-lo. O que você faz com Jesus?
Encheu-se de falsas expectativas sobre Jesus. Herodes esperava algo puramente humano de Jesus, muitos esperam coisas de Jesus que ele não fará, talvez você tem esperado de Jesus coisas que ele não fará... Não dê a Jesus expectativas puramente humanas, lembre-se que ele é o grande EU SOU
E se essa for sua última vez de encontrá-lo, de testemunhá-lo,de adorá~lo o que você fará?

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Estamos livres em Jesus!!!

Livres do Pecado – João 1:29
Nesse versículo no original grego, a construção gramatical afirma que nós já fomos libertos do pecado. Veja:
A frase grega fica assim: “Contemplem o Cordeiro de Deus que leva embora o pecado de todas as pessoas e é o nosso motivo para parar de pecar (amnós Theós airô hamartia kósmos).”
O Senhor Jesus removeu o nosso pecado do nosso coração, e o seu sacrificio é o nosso motivo para não pecar mais, pois ele já retirou da nossa natureza toda a fonte de pecado. Por esta causa todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado, pois a fonte do pecado não existe nos regenerados. Para os renascidos em Deus, o Pai, pecar é uma escolha, como foi para Adão, Caim e tantos outros;
É debaixo dessa mentalidade que o apóstolo Paulo disse que o pecado não tem mais domínio sobre nós, pois a lei do Espírito da vida em Cristo te livrou (airô) da lei do pecado. Você só peca se quiser!
A libertação do pecado se dá:
1.    Reconhecendo a Cruz
“Amnós Theós Airô hamartia kósmos” também poderia ser traduzido assim: “Contemplem o Cordeiro de Deus que tomou sobre si os pecados de todas as pessoas e os levou embora”. Onde foi que o Senhor carregou os nossos pecados? Certamente na Cruz, quando nós reconhecemos a cruz como fonte de libertação, nós nos tornamos libertos, pois foi lá na cruz que o homem velho foi com Jesus crucificado e o corpo do pecado desfeito, foi lá na cruz que Cristo passou a viver em Nós, foi lá na cruz que ele riscou todo o mandamento que nos era prejudicial, foi lá na cruz que ele despojou os principados malignos, foi lá na cruz que ele consumou toda a obra da redenção.
2.    Apropriando-se da libertação
João 1:29 se refere a algo já realizado, algo que já foi creditando em nossa conta espiritual, algo que Deus já fez e espera que toda a humanidade reconheça, pois a palavra Kósmos (Mundo) se refere aqui a toda a humanidade. Na ótica de Deus, O Pai, Estamos já libertos, basta que nos apropriemos disto. É debaixo desse tipo de pensamento que o apóstolo Paulo escreveu “Foi para a liberdade que Cristo vos libertou”, na mente do apóstolo, seus leitores já estavam livres! A palavra libertou no grego está no tempo passado, ou seja, ele já fez, basta você tomar posse!
3.    Confessando a libertação
João Batista confessou algo que Jesus não tinha feito na época como uma realidade já feita, pois o Senhor não tinha sido ainda crucificado, acontece algo parecido conosco, a maioria das vezes, nós precisamos diariamente de ser libertos, e nós em ato profético já começamos a confessar a palavra: “O homem velho já foi crucificado e o corpo do pecado (Fonte do pecado) foi desfeito, por isso o pecado não me domina”, “Jesus já me fez livre” e na medida que o tempo passa, nós vamos nos tornando libertos, porque começamos a compreender o que Deus fez.
Estamos livres, e nós com maior propriedade podemos recitar o poema do Pr. Martin Luther King: “Finalmente livres, Graças a Deus Todo-Poderoso, Livres afinal”. Se você precisa de libertação, veja que você já foi liberto e começe a viver a libertação como realidade concreta! Aleluia!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Quando Deus faz mirrar o pão

Quando Deus faz mirrar o pão – Rt 1:1-6
Mirrar é sinônimo de reduzir, minguar, diminuir. Na bíblia, sempre que ouvimos essa expressão, ela está associada com a fome, a perda, a catastrófe.
Contudo se superamos a crise quando não há pão, somos levados por Deus a lugares de excelência. Existe uma enorme quantidade de pessoas na bíblia que utilizaram a perda e a catastrófe como trampolim para a vitória, vejamos alguns exemplos:
1.    Abraão (Gn 12:10-20)
Conhecido como o “pai de multidões, o pai da fé, o amigo de Deus”. Mas ele foi o primeiro a experimentar a fome na bíblia. Ele foi o primeiro a ver quando Deus fez mirrar o pão. A atitude de Abraão ao ver a escassez de Pão, foi a de descer ao Egito, a mesma atitude seguida posteriormente pelos patriarcas.
Notamos que quando a escassez de pão sempre descemos ao Egito, sempre queremos fazer as coisas da nossa maneira.
Quando nos falta o pão, nosso caráter é revelado. Abraão ao descer para o Egito omitiu o fato que Sara era sua esposa e por algum tempo ficou sem a sua presença. Quando existe a falta de pão e nosso caráter é tortuoso, Deus nos faz perder algumas coisas durante algum período.
Mas graças à Deus pela sua imensa misericórdia, pois apesar de Abraão ter sido privado de Sara, ter omitido a verdade, ter descido ao Egito, o SENHOR lhe deu naquele lugar muitas riquezas.
Há um fato interessante aqui: Mesmo quando há falta de pão, os filhos de Deus tem abundância, porque a prosperidade deles independe do sistema financeiro, mas é totalmente dependente de Jeová Jirê.
2.    Isaque (Gn 26:1-25)
Isaque também experimentou a fome e desceu agora para Gerar e naquele lugar mentiu como Abraão falando que Rebeca não era sua esposa, mas na sua misericórdia, Deus fez com que o rei de Gerar chamado Abimeleque o visse acariciando Rebeca e por isso Isaque não sofreu uma ausência de Rebeca.
É importante dizer que mesmo quando faltava pão, Isaque plantou e colheu cem vezes mais. E isso causou inveja nos filisteus que lhe taparam os poços de água. Mas Deus na sua infinita misericórdia lhe fez multiplicar naquela terra.
Mesmo onde há inveja, contenda, Deus, o Pai, Lhe fará crescer!
3.    José (Gn 37:1 – 41:45) (Sl 105:1-22)
José foi ao último estágio da escassez. A bíblia diz que seus pés foram presos com grilhões,  diz que ele foi posto em ferros, foi angustiado, esquecido, caluniado, mas diz que “O SENHOR era com ele”. A maioria das vezes, você sofrerá dores, angústias, perseguições, calúnias, quando o pão mirrar, mas em meio a tudo isso o SENHOR estará contigo como esteve com José.
4.    Rute, a moabita
Rute também viveu umas das piores crises quando Deus faz mirrar o pão, além de viver a fome, perdeu o sogro, o marido, o genro e saiu da sua terra. Na maioria das vezes, perderemos contatos de amigos, parentes, conquistas. Mas em meio a tudo isso “ O SENHOR visitará sua vida dando-lhe pão”;
Vimos que esses personagens, todos passaram pela escassez de pão, mas todos foram vencedores. O que eles fizeram para isso?
1.    Obedeceram a voz do Onipotente
Em guardar os mandamentos de Deus há grande recompensa (Sl 19:11), quando nós guardamos os mandamentos de Deus, o próprio Deus, o Pai,lhe faz bem (Sl 119:17).
2.    Eram aliançados

·         Primeiro com Deus, como Abraão, Isaque, Jacó, José, Rute...
·         Segundo com Homens, como Isaque e Abimeleque
·         Terceiro com a Família, como Rute e Noemi
·         Quarto com Amigos, como José e o copeiro oficial de Faraó
A aliança está no coração de Deus. Na bíblia existe pelo menos 7 alianças de Deus com o homem. Na bíblia encontramos a expressão aliança por 33 vezes.
Aquele que se isola se insurge (levanta) contra a verdadeira sabedoria (Pv 18:1); Melhor serem dois que Um (Ec 4:9-12), Jesus enviou os discípulos de dois em dois (Lc 10:1)

3.    Tinham a mente renovada com a Palavra de Deus
O Sl 105 diz que a Palavra do SENHOR provou José. Conjecturo eu que em todo tempo, José meditava na Palavra, pois a boca fala do que o coração está cheio, e ao ler a resposta que José deu a mulher de potifar, vemos reflexos da palavra de Deus.
Quando superamos a falta do pão, o que Deus nos dá?
1.    Proteção como Abraão recebeu ao enfrentar os quatro reis em Gn 14
2.    Riqueza como Abraão recebeu em Gn 13:2
3.    Reconhecimento como José recebeu em Gn 41:45
4.    Suprimento como Rute ao buscar alimento no malhadouro de Boaz – Rt 2:1-23
Quando Deus faz mirrar o pão, qual sua postura?
Tema:Oração
Texto-Base: Tg 5:16
Introdução: A oração é muito importante na vida do cristão. Na maioria das vezes cometemos um erro fatal que é estudar muito sobre oração e não orar nada. Há vários exemplos de renomados pastores que estudaram muito sobre oração para ensinar a outros como orar, mas que não oraram antes de ensinar outros, dentre esses, se conta que em um determinado momento o Dr. Howard Hendricks, pregou a formandos do instituto bíblico sobre oração e não orou pela sua pregação. Quantas vezes, nós também cometemos erros assim. O desejo de Deus, o Pai, é que cada um de nós seja poderoso em oração, pois como alguém já disse: “Pregando alcançaria poucos para Deus, mas orando, alcanço toda a humanidade para Deus”. Fica então a pergunta: Como melhorar efetivamente nossa vida de oração? Gostaria de sugerir e apenas sugerir alguns princípios:
1.    Saiba que você pode orar
Tiago diz que a oração de  um justo pode muito em seus efeitos, e nós todos fomos justificados em Cristo,então pela ótica divina todos temos acesso a Deus, o Pai, em oração. É interessante dizer também que o primeiro homem a orar como nós oramos hoje, sem ter visto Deus, se chamava Enos, o significado de Enos é “Mortal”, isto é, Todos podemos orar, invocar o nome do SENHOR, pois todos somos “mortais”.
2.    Reconheça o poder que tem sua oração
A sua oração pode muito, o Senhor disse que o que nós ligássemos na terra, seria ligado nos céus e o que desligássemos na terra seria desligado nos céus. Porque somos nós que exercemos a representação de Deus, o Pai, na terra. Se você está mau emocionalmente é porque você permitiu isso. Se você não tem conquistado o alvo de Deus, o Pai, para você é porque seu pé está levantado, posicione-se e viva o poder da sua oração. O rei Davi dizia “Clamarei ao Deus Altíssimo” e o Deus Altíssimo então “Que por mim tudo executa” Quando você ora, Deus, o Pai, se move no tempo eterno a seu favor!
3.    A oração tem efeitos
Ela é algo espiritual, mas surte efeito no natural. A estória diz que a rainha da Inglaterra temia muito mais a oração de Billy Graham do que a invasão de exércitos estrangeiros. Billy Graham quando criança, visitou o museu onde estavam as coisas de Jonh Wesley e ficou lá orando assim: “Senhor Jesus, faz novamente o que fizestes através de Jonh Wesley” e Billy Graham foi o maior avivalista do século passado. Elias orou e por três anos e meio não houve chuva em Israel; Mude a circunstância ao seu redor: Orando! Lembre-se do conselho de Billy Graham: Ore, ore, ore mais ainda!
Conclusão: É tempo da Igreja retornar a orar como a primeira igreja em Jerusalém, pois a bíblia diz que perseveravam em oração com os apóstolos e com Maria, mãe de Jesus e os irmãos dele. Quando recomeçarmos a orar, perseveremos irmãos em nome de Jesus!

domingo, 5 de junho de 2011

O escritor aos Hebreus diz com relação aos profetas do Antigo Testamento: "Pela fé conquistaram reinos, praticaram a justiça, alcançaram o cumprimento de promessas, fecharam a boca de leões, apagaram o poder do fogo, e escaparam do fio da espada; da fraqueza tiraram força, tornaram-se poderosos na batalha e puseram em fuga exércitos estrangeiros." (Hb. 11:33,34)

Quero compartilhar com vocês hoje uma palavra motivacional, respaldada pela Palavra de Deus, quero deixar aqui alguns princípios que tem me auxiliado muito na jornada da fé que são dentre outras coisas:

Devemos superar nossos traumas e fazer deles um trampolim para maiores conquistas

O que é ser forte na fraqueza, senão um grande exemplo de superação? Abraham Lincoln perdeu tantas vezes na política, mas não se deu por vencido. Martin Luther King foi preso tantas vezes, sofreu tantas decepções, mas jamais deixou de acreditar nos seus sonhos.
Esses homens fizeram dos seus traumas psicológicos, trampolins pelos quais pudessem alcançar conquistas maiores.

Todos eles, seguindo o exemplo de Jesus; o grupo de discípulos que Jesus tinha era um grupo que mais ninguém queria ter. Eram problemáticos, indecisos, emotivos, mas tinham um coração ensinável.

O que Jesus ensinou seus discípulos a fazerem é usarem os traumas e as perdas deles para alçarem conquistas maiores. Jesus não fez isso apenas uma vez, mas várias, Jesus viveu isso em todo o tempo, inclusive na sua ressurreição.

A desvantagem da juventude atual é que ela tem perdido a capacidade  de alimentar projetos de vida. E Jesus veio implantar um projeto de vida: Eu vim para que tenham vida e a tenham abundante (Jo 10:10).

Quando nós renascemos em Deus e para Deus, nós recebemos o Espírito de Deus para que possamos conhecer o que nos foi dado gratuitamente por Deus ( I Co 2:12), e o que o Espírito de Deus nos deu foi a capacidade de ser visionários novamente, pois com o derramar do Espírito Santoos filhos e as filhas profetizarão, os velhos sonharão e os jovens terão visões (Jl 2:28)


Há duas espécies de sonho ou visão: Aquela que temos ao adormecer, chamada na bíblia de visões da noite (principalmente em Jó e Daniel), e aqueles que nutrimos acordados.

A referida passagem de Joel fala de ambas visões. O Santo Espírito veio para nos dar visões noturnas, mas para nos dar também a capacidade de sonhar com a transformação de vidas.

O que levou os primeiros crentes em Jesus entregarem suas vidas ao martírio senão o sonho de ver vidas transformadas?

O próprio Jesus se doou na cruz em prol disto; ele disse: Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos (Jo 15:13), e o apóstolo João complementa dizendo em sua primeira epístola: Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu sua vida por nós e nós devemos dar a vida pelos irmãos ( I Jo 3:16).


Leitor, se você quer ser instrumento de Deus para transformar radicalmente nossa geração, faça 7 coisas:

  1. Busque de Deus com todas as suas forças
  2. Vença seus traumas emocionais
  3. Persevere em meio a dificuldades
  4. Seja alguém entusiasmado e entusiasta
  5. Proponha idéias, não inculque idéias
  6. Seja um grande influenciador (a)
  7. Não dependa do retorno de outros para seguir seu caminho, faça o que Deus mandou fazer e deixe o resultado com ele
O Senhor ministrou no meu coração que nossa geração começará a vivenciar seus milagres quando acreditarmos que ao lado dele tudo e possível. Eu creio nisso e quero experimentar o avivamento prometido e você vem comigo nessa fé?

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Série de Mensagens "O Cristão Forte" - O Cristão forte é aquele que mede suas ações

O crente forte é aquele que mede o peso das suas ações – I Co 3:10-15


Toda ação que fazemos repercute em nosso redor. Nossas ações envolvem os nossos amigos, familiares e a nossa própria vida. Recentemente aconselhando um amigo, eu lhe disse: “Suas ações determinarão seu futuro, o que você têm plantado para o futuro?” Esse é o pensamento do apóstolo Paulo aqui nesse texto. A nossa conduta aqui na terra refletirá nossa vida na eternidade.
Então aqui entra minha primeira pergunta: Você tem considerado a conseqüência de cada ação sua?
Quero compartilhar aqui algumas coisas a respeito das ações gerais que todos os cristãos fazem:
1.    Tem um fundamento único – Jesus Cristo ( I Co 3:10)
Nós podemos edificar sobre a nossa fé, coisas que são proveitosas e coisas que são destrutivas, sob pretexto de obra de Deus. Foi isso que a igreja católica apostólica romana fez com as “Cruzadas”, era uma “Obra em nome de Deus”.
Todas as religiões ocidentais tem algo a falar sobre Jesus Cristo, os mórmons, falam que ele veio a América depois de sua ressurreição e lhe deu o único direito de ministrar o batismo no Espírito Santo somente a eles. Os testemunhas de Jeová falam que ele é um “deus menor que Jeová”. O espiritismo tem o “Evangelho espírita segundo Jesus Cristo”.
Agora entra em cena, os Testemunhas de Yehoshua, que dizem que Jesus Cristo não é o Messias prometido, mas um profeta iluminado que veio falar de Yehoshua.
O fundamento chamado Jesus Cristo é Geral, todos falam dele, todos professam tê-lo, mas o apóstolo Paulo diz: “mas, veja o que cada um edifica sobre ele”.
O que você tem edificado sobre Jesus? Será algo permanente? Será algo verdadeiro? Pois todos os que eu citei aqui (Mórmons, Testemunhas de Jeová, Testemunhas de Yehoshua, Espíritas, Católicos) têm idéias deturpadas do Senhor Jesus.
Se vamos edificar algo permanente e correto devemos partir de Jesus Cristo, não das nossas idéias, emoções, qualidades, força, pois essas coisas desaparecerão ao longo do tempo, Jesus é o único fundamento eterno.
 Se você quer construir algo eterno em sua vida, gaste tempo a sós com ele, meditando na Palavra, orando em línguas (se você é batizado no Espírito), confessando a Palavra, Adorando o SENHOR, Jejuando, Louvando...
Sem o Senhor Jesus, não podemos nada (Jo 15:5), somos extensão dele, ele é a Videira e nós somos os ramos, tudo o que fazemos procede dele, tem a permissão dele, “Nele, existimos, movemos e vivemos – At. 17:28”, pois “dele, por ele e para ele são todas as coisas, a ele a glória, eternamente amém – Rm 11:36”.
2.    Jesus é fundamento eterno ( I Co 3:11)
Jesus é pré-existente, isto é, ele existia antes de tudo. Ele estava no princípio com Deus e era Deus, sem ele nada do que foi feito se fez (Jo 1:1-3).
A primeira igreja cristã tinha tanta convicção que Jesus era o fundamento eleito pelo Pai que escreveu:
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.  (Gl 1:8);
e, chegando-vos para ele, pedra viva, rejeitada, na verdade, pelos homens, mas, para com Deus eleita e preciosa ( I Pe 2:4);
Nossas emoções, opiniões variam ao longo do tempo, mas o Senhor Jesus é o “mesmo ontem, hoje e eternamente –Hb 13:8”.
Se a sua denominação põe algum dogma que se estende além dos ensinos do Senhor, rejeite-os veemente. Analise tudo a luz da Escritura que testificam de Jesus (Jo 5:39).
Lembre-se que NINGUÉM pode por outro fundamento. Nem pastor, bispo, apóstolo, evangelista, diácono, presbítero, líder de célula, ministro de louvor, intercessor... pode por outro fundamento.
Será que estamos dentro do Fundamento – Jesus?
3.    A nossa construção sobre Jesus ( I Co 3:12)
Ouro, prata e pedras preciosas são coisas que superam desafios, coisas aprovadas, resistentes. Isso nos fala que para edificar algo excelente para Deus, precisamos de: Superação, Aprovação e Resistência.
Madeira, feno e palha são coisas que você encontra em todo o lugar, coisas que são leves, coisas ordinárias. Isso nos fala que para edificar algo excelente para Deus precisamos deixar de agir como todo mundo age, tem determinação e buscar o extraordinário, o sobrenatural de Deus.
Como têm sido sua construção diante do Senhor? Lembre que o dia do SENHOR a manifestará e que dessa construção depende todo o teu galardão, ou recompensa (Sl 62:12)
As escrituram nos chamam de “Construtores, edificadores” (Sl 118:22,23), e o que nós edificamos é digno do Reino? Pense nisso!




quinta-feira, 2 de junho de 2011

Série de Mensagens "O Cristão Forte" - O cristão forte é aquele que aguarda o arrebatamento da Igreja Cristã

Arrebatamento

O que é o Arrebatamento?
É a tomada da Igreja de sobre a Terra por parte de Jesus Cristo. Tradução de Harpazo que quer dizer: Capturar, tomar a força.  [ veja: I Ts 4:11-15]
Por que do Arrebatamento?
Para que o corpo de Cristo (Igreja) esteja onde Jesus Cristo está. A biblia registra que ele está assentado a direita de Deus no céu “ de onde também, aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo” [Fp 3:20] [Veja Jo 14:1-3] e [Sl 110: 1] e [ Cl 3:1]
O que acontecerá no Arrebatamento?
O Senhor Jesus Cristo transformará o nosso corpo abatido em corpo glorificado à semelhança do Seu, onde a morte não existirá mais, onde Deus mesmo enxugará de nossos olhos toda lágrima. Veja: Fp 3:21; Ap 21:1,4
Como se dará o Arrebatamento?
O Senhor mesmo descerá do céu, depois de dada sua palavra de ordem, depois de ouvida a voz de Miguel, e depois de ressoada a trombeta de Deus, então os mortos em Cristo ressuscitarão e nós os que ficarmos vivos subiremos por entre nuvens para nos encontramos com o Senhor Jesus pelo poder do Espírito Santo. O Arrebatamento se dará num piscar de olhos. Veja Rm 8:11 e I Ts 4:11-15 e I Co 15:52
Quando acontecerá o arrebatamento?
Acontecerá repentinamente, semelhante ao relampago, semelhante quando uma casa é assaltada, sem aviso prévio... Veja : I Ts 5:1-3; Lc 12:35-40; 21:29-36
Onde acontecerá o arrebatamento?
 Mt 24:31  è  E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos dos quatro ventos,  de uma à outra extremidade do céu
Lc 21:35 è Pois há de vir sobre todos os que vivem sobre a face de de toda a terra.
Mt 24:27 è Porque, assim como o relampâgo sai do leste e se mostra no oeste, assim há de ser a vinda (retorno) do Filho do Homem.                                   
Quem cumprirá o Arrebatamento? [ Jesus Cristo é o Agente do arrebatamento]
Jo 14:3 è Quando eu estiver acabado de preparar o lugar para vocês, eu voltarei e irei levá-los para que onde eu estiver, vocês também estejam
At 1: 11 è Então os anjos lhes disseram: Homens galileus, por que é que vocês estão olhando para o céu? Esse Jesus que vocês viram subir, retornará assim como vocês o viram ir

Conclusão:
Eis que ele vem com as nuvens, e  todo olho o verá até os mesmos que o mataram ( Ap 1:7)
Prepara-se ó Israel para se encontrar com o Seu Deus ( Am 4:12).
Você está pronto para o dia do SENHOR?