sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Torna-te Padrão!


Torna-te Padrão!
“Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza. Até minha chegada aplica-te a leitura, a exortação, ao ensino. Não te faças negligente com o dom que há em ti, o qual te foi concedido com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas e nelas sê diligente para que o teu progresso a todos seja manifesto. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes” 1 Tm 4:12-16
Há um mandamento de ser padrão  para todos os salvos. Como tornar-se padrão? Ser padrão para quem? Em que tornar-se padrão? Serão algumas questões respondidas agora:
1.      Torna-te padrão para os fiéis;
Os fiéis são aqueles que foram comprados com o sangue de Jesus (At. 20:28; 1 Co 6:20), são aqueles que obedecem a palavra (Lc 5:5), os fiéis são a menina dos olhos de Deus (Zc 2:8), são os cheios de fé (2 Ts 3:2), os fiéis são os pequeninos (Mt 18:6), são os filhos e filhas do Todo-Poderoso (Jo 1:11-13).
2.     Torna-te padrão na palavra; (Tg 3:2)
Que não saia da nossa boca nenhuma palavra que entristeça o Espírito Santo (Ef  4:29), que não sejamos uma fonte de águas doces e salgadas, on de com a língua adoramos o Pai e amaldiçoamos os homens feitos a sua imagem e semelhança (Tg 3:9-11), que nossa boca produza vida e não morte (Pv 18:20,21), que nossas palavras sejam agradáveis ao SENHOR (Sl 19:14),  que nossas palavras não sejam duras para o SENHOR (Ml 3:13), que nossas palavras venham justificar-nos e não condenar-nos (Mt 12:37), que o adversário não tenha indignidade nenhuma a dizer a nossa respeito pelo nosso linguajar (Tt 2:7,8), que também sejamos hábeis no manuseio das escrituras (2 Tm 2:15)
3.     Torna-te padrão no procedimento;
Jesus, no início do seu ministério começou a fazer (procedimento) e  a ensinar (teoria) – At. 1:1, Paulo recomendou ser imitado (Fp 4:9) e tinha um imitador em tudo – Timóteo (2 Tm 3:10,11), a multidão que seguia Jesus, o fazia por causa dos milagres que viam (Jo 6:2); a palavra que sai da nossa boca é teoria, mas o exemplo dado é a prática.
4.     Torna-te padrão no amor;
A palavra “amor” (Grego: Ágape) é bastante usada nas escrituras. Fala-nos do amor de Deus, sacrificial, altruísta,
·        Amor que é a essência de Deus – 1 Jo 4:8,16
·        Amor que é derramado em nós – Rm 5:8
·        Amor existente na Trindade – Jo 15:10
·        Amor que é a maior virtude – 1 Co 13:13
·        Amor que cobre multidão de pecados – 1 Pe 4:8
·        Amor que é mandamento – Jo 13:34,35

5.     Torna-te padrão na fé;
Cada um tem uma medida de fé (Rm 12:3) que pode crescer (Lc 17:5) ouvindo-se a palavra (Rm 10:17).
A fé é o viver do cristão (Rm 1:17) e seu andar (2 Co 5:7) e a vitória que vence o mundo (1 Jo 5:4).
A fé é o fundamento do cristianismo (Hb 11:1), é o que nos dá bom testemunho (Hb 11:2), é o que agrada a Deus (Hb 11:6);
Fé é confiança, certeza, convicção (Grego: Pistis)
6.     Torna-te padrão na pureza;
A palavra “pureza” também significa “inocência, castidade”. O jovem pode manter puro seu caminho observando a Palavra de Deus (Sl 119:9) e guardando o seu coração (Pv 4:23).
Jesus é o maior exemplo de pureza que há (Hb 7:26) até seu sangue é inocente (Mt 27:4).
É interessante dizer que ser inocente não é ser medíocre e aceitar tudo. Jesus é inocente, mas não aceitou tudo que lhe diziam e nem foi medíocre (Mc 12:13-17)
7.     Como tornar-se padrão?

·        Pela leitura;
A NVI traduz assim “leitura pública das escrituras” e é fiel as cópias dos originais, pois não existe nenhum autógrafo (livro vindo direto dos profetas, apóstolos) são somente cópias deles.
Josué lia a lei (Js 1:8), os reis liam a Lei (Dt 17:18-20), os profetas liam a Lei (Is 8:20), o que teme ao SENHOR lê a Lei (Sl 1:1,2), O Senhor Jesus leu a Lei (Lc 4:16-19), os judeus liam e ainda leêm a lei (Jo 5:39; At. 17:10,11).
ð Benefício da leitura: Is 55:10,11; 2 Tm 3:16,17


·        Pela exortação;
A exortação não deve ser menosprezada (Hb 12:4-6)
A exortação livra-nos da condenação (1 Co 12:32)
A exortação precisa de dedicação (Rm 12:8)
Qualidades requeridas para exortar (Rm 15:4)
A exortação precisa ser com brandura (Gl 6:1)
A exortação deve promover unidade (2 Ts 3:14,15)
A exortação deve ser atual (Hb 3:13)
·        Pelo ensino; (Tt 2:7,8)
Dirigido aos pecadores (Sl 51:13);
De acordo com a verdade (Mt 22:16)
Deve haver excelência (Rm 12:7)
Deve ser transmitido a outros (2 Tm 2:2)
É ministério do Espírito Santo (Jo 14:26)
É o ministério do mestre em Efésios 4:11
Deve ser aplicado desde muito cedo (Pv 22:6)
·        Relembrando o dom espiritual;
O dom espiritual confirma – Rm 1:11,12
o dom é irrevogável – Rm 11:29
o dom é para todos – At. 2:38,39
o dom veio de Cristo – Ef 4:8
os dons são diversos – 1 Co 12:4
Na bíblia, a palavra “dom” ocorre 20 vezes e a palavra “dons” 23 vezes;
Quando tornamo-nos padrão dos fiéis nas cinco áreas (Palavra, procedimento, amor, fé e pureza) ninguém nos despreza (Tt 2:15), pois o jovem é forte e já venceu o maligno (1 Jo 2:14) e nossa diligência produzirá salvação a quantos nos ouvirem!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Vai valer a pena

Fé, o que entendemos sobre fé? Em que está fundamentada a nossa fé?

Há vários fundamentos, mas o nosso deve ser Jesus Cristo. E, já que a nossa fé está em Jesus, nós temos que estar dispostos a servi-lo a a abrir mão de nós e do que gostamos por Ele.

“valer a pena” => O que significa essa expressão?
Significa esforço, sacrifício, abrir mão, recompensa.

Mt 27: 45, 46, 51, 54 - Lc 23: 34
Quando Jesus morreu na cruz, Ele levou tudo sobre si, sofrimento, pecado, derrotas, vitórias, conquista. Ele já conquistou tudo po nós e por causa disso muiros acham que não precisam fazer mais nada, mas isso é um engano. Deus e Jesus se esforçaram e abriram mão de tudo só pra estar conosco e nos salvar, e o Espírito Santo também se esforça par nos ajudar, e porque sempre achamos dificuldades em tudo o que é pra Deus?

Deus abriu mão de seu Filho, Jesus abriu mão de sua glória e o Espírito Santo se esforça todos os dias para nos manter no caminho. O Pai falou VAI pro Filho, mesmo sabendo de tudo o que ia acontecer e o Filho respondeu ao Pai EU VOU, sabendo também de todas as dificuldades que iria enfrentar.

Deus sofreu, ficou com raiva quando os próprios seres à imagem e semelhança d’Ele machucaram e mataram o filho d’Ele. Mt 27: 45, 51, 54 Ele se entristeceu. Mas, mesmo assim o Senhor falou VAI VALER A PENA eu entregar meu filho para ser moído e para sofrer por aqueles que eu amo de tal maneira.

Jesus, independente do que ia acontecer disse VAI VALER A PENA eu sofrer e morrer no lugar daqueles que meu Pai e Eu tanto amamos. E essa amor era tão grande que Jesus ainda pediu perdão por aqueles que o maltrataram – Lc 23: 34. Jesus estava sozinho Mt 27: 46 por causa de todos os nossos pecados e Deus não podia mais estar com Ele, porque Deus não fica junto com o pecado. Não dá pra saber quem amou mais, se foi o Pai que deu seu Filho, ou o Filho que se entregou.

O Espírito Santo fala “VALE A PENA persistir por eles”, mesmo sabendo que nós somos desobedientes e teimosos, que nem sempre O queremos ouvir e algumas vezes, até O deixamos de lado, mas o Ele luta e interce por nós todos os dias.

- Tudo isso que Eles fizeram e fazem por você, tem valido a pena?
Eles se esforçaram, se sacrificaram, abriram mão de muitas coisas e porque nós não podemos? Porque achamos que pra nós as coisas tem que ser fáceis?
Não tem que ser fácil, pois o Reino de Deus é tomado por esforço.

Busque, se esforçe e se sacrifique, mate sua carne e suas vontades porque vai valer a pena. Sua recompensa será grande, sua dedicação será notada e quando Deus, Jesus e o Espírito Santo te verem, saberão que valeu a pena todo o esforço e que nada que Eles fizeram foi em vão.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Segundo o coração de Deus

Segundo o coração de Deus

Davi:  Quem foi Davi?

Matador de gigantes, o rei de Judá, Israel, trouxe a arca da aliança pra Jerusalém. Mas, o mais importante, foi o homem segundo o coração de Deus.

Todo grande homem passa por lutas e dificuldades, mas no final obtém grandes conquistas. Porém, quando é um homem de Deus, ele tem mais que isso, aprende grandes lições.

Com Davi não foi diferente, houve um momento de queda na vida dele – 2 Sm 11: 2-5; 14-17 – quando isso aconteceu Davi estava longe da presença de Deus, e quando estamos longe, a tendência e realizar os desejos da carne. Mas Deus escolheu a Davi desde pequeno e por isso o Senhor enviou um profeta para abrir seus olhos, o profeta Natã – 2Sm 12 – e Davi se arrependeu.

Porque então Davi era o homem segundo o coração de Deus? ( 1Sm 13:14 / At 13:22)

1º- DAVI FOI ESCOLHIDO

Desde pequeno Deus escolheu Davi. O Senhor mandou o profeta Samuel ungir Davi dentre todos os outros irmãos, e Davi era o menor e mais magro – 1 Sm 16. Deus tinha um plano, um propósito para ele.

2º - DAVI ACEITOU SER ESCOLHIDO

Deus faz a obra, mas depende de cada um aceitar e permitir a vontade do Senhor pra sua vida. Davi aceitou seu chamado. Ele acreditou na palavra e na unção que Deus derramou sobre ele através de Samuel.

3º- DAVI DERROTOU O GIGANTE

Apesar de todos não acreditarem e nem terem fé nele, Davi se apoderou da palavra do Senhor, ele sabia que venceria porque Deus estava com ele.

Porém, depois de tudo isso, houve o pecado. Mas mesmo assim ele continuou sendo o homem segundo o coração de Deus porque ele teve atitudes que somente um homem de Deus teria.

4°- DAVI SE ARREPENDEU

No momento em que um profeta de Deus repreendeu a Davi, ele reconheceu seu erro e se arrependeu, pois é somente por meio do arrependimento que podemos nos reaproximar de Deus.

5°- DAVI ASSUMIU AS CONSEQUÊNCIAS DO SEU PECADO

Depois do adultério e do assassinato, Davi tomou Bate-Seba por mulher, ou seja, ela não a abandonou, ele a assumiu. Além disso, ela estava grávida, e eles tiveram o filho, porém , a criança morreu – 2Sm 12:16,17,20. Enquanto a criança estava viva, Davi orou, jejuou e intercedeu por ela, mas quando a criança morreu ele se levantou e foi adorar a Deus. Por que? Porque ele aceitou a consequência do seu pecado, e a consequência era justamente a morte do filho, pois Deus já havia avisado a Davi através de Natã. Então Davi aceitou o preço do seu pecado.

Davi era um homem de Deus porque depois do arrependimento e de assumir seu erro, ele nunca mais voltou a cometer o mesmo erro. Pois os homens que tem a presença de Deus aprendem a lição e abandonam todo comportamento errado.

Com tudo isso, Deus quer nos falar que o manto de unção e presença de Deus que estava sobre a vida de Davi, também podem estar sobre nós. Não precisamos pecar para aprender, pois nós também fomos escolhidos. Assim como Davi, Deus nos escolheu, e cabe a nós aceitarmos ser escolhidos e derrotarmos o gigante na nossa vida – o mundo. Deus quer nos mostrar que podemos ser homens segundo o Seu coração, só depende de nós.

Há uma promessa para aquele que é segundo o coração de Deus. Sl 89:20-29 ; 34. Nós podemos sim ser como Davi, nós podemos ser segundo o coração de Deus e termos as bençãos derramadas sem medida nas nossas vidas.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A chamada ao avivamento


E digo isto a vós outros que conheceis o tempo:Já é hora de vos despertardes do sono;porque a nossa salvação está, agora,mais perto do que quando no princípio cremos. Vai alta a noite, e vem chegando o dia. Deixemos,pois, as obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz. Andemos dignamente, como em pleno dia, não em orgias e bebedices, não em impudícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes; mas,  revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e nada disponhais para a carne no tocante às suas concupiscências”. (Rm. 13:11-14)
Esse texto é uma chamada de Deus para a igreja retornar ao avivamento. Nele encontramos o que fazer para receber o avivamento e o que fazer para reter esse avivamento. O que precisamos é:
1.     Entender que existe um tempo para avivamento;
O apóstolo Paulo disse “a vós que conheceis o tempo”. Esse tempo é o tempo do despertamento espiritual mencionado no texto. O Senhor Jesus disse que os fariseus sabiam discernir o sinal do céu, mas não sabiam discernir o tempo de sua visitação.
Do mesmo modo, nós também precisamos ter entendimento do tempo que vivemos, se é ou não tempo de avivamento. Pois a bíblia diz que há tempo para todo propósito debaixo do céu.
Quando Deus revelou a chamada de Israel ao profeta Ezequiel, ele disse que quando Israel foi chamado era “tempo de amores”.
Qual é o tempo que  estamos vivendo? Qual é o tempo que você está vivendo hoje?
2.     Deixar as obras das trevas:
As obras das trevas são reprovadas, pois não creram na luz que vinda ao mundo alumia todo homem. Comunicar as obras das trevas é vergonhoso. As obras das trevas são obras mortas, infrutíferas. Obras que resultam em coisas vergonhosas. As trevas são momentos de incompreensão, pois as trevas não compreendem a luz.

3.     Andar dignamente;
Andar dignamente fala de ter uma conduta aprovada pelo Senhor. É uma conduta onde evergonhamos o adversário, é uma conduta onde temos um bom testemunho dos de fora, é uma conduta onde nós somos sal da terra e luz do mundo. É uma conduta onde todo joelho se dobra e toda língua louva a Deus pelo nosso comportamento.
Deus colocou instintos naturais em nós e precisamos desses instintos para vivermos bem, andar dignamente fala-nos de aproveitar com cuidado esses instintos naturais.
4.     Revestir-se do Senhor Jesus Cristo;
O Senhor Jesus é o eterno Eu Sou. Ele é tudo o que nos falta. Ele é nosso pastor. Ele é nosso caminho. Ele é nossa porta. Ele é nossa pastagem. Ele é nossa verdade. Ele é nossa vida. Ele é nossa videira. Ele é nossa justiça, redenção, santificação. Ele é nosso advogado. Ele é nosso intercessor. Ele é nosso Amado. Ele é nossa luz Tudo o que precisamos está nele.“Porque dele, por meio dele e para ele são todas as coisas”. “nele tudo subsiste” “Sem ele nada do que foi feito se fez” “Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens”
Ao revestir-nos dele, estamos “cheios de toda plenitude de Deus”.


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A importância da fé para a realização da promessa

“Pois, se os da lei é que são herdeiros, anula-se a fé e cancela-se a promessa... Essa é a razão por que provém da fé, para que seja segundo a graça, a fim de que seja firme a promessa para toda descendência, não somente na que está no regime da lei, mas também ao que é da fé que teve Abraão porque Abraão é pai de todos nós”. (Rm  4:14,16)
Qual A importância da fé para a realização da promessa?
1)      Sem a fé cancela-se a promessa;
A promessa só se manteve de pé até hoje pela fé que Abraão colocou em Deus, tanto para ser pai quanto para não sacrificar Isaque no monte Moriá. Deus deu um filho a Abraão com Sara, esse filho é chamado o filho da promessa, pois a palavra da promessa é que em Isaque, a descendência de Abraão possuiria e povoaria toda a terra, mas tempo depois, o próprio Deus requer Isaque como sacrifício.
Como obedecer integralmente a Deus e mesmo assim ter a realização da promessa em Isaque? Se Abraão não obedecesse não seria o pai da fé, se Isaque morresse não teria promessa. Abraão estava então num dilema: “Se não obedeço não tenho fé, se tenho fé e não há livramento não tem promessa”.
Abraão resolveu obedecer crendo que Deus era poderoso para ressuscitar Isaque se fosse preciso. (Hb 11:18)
Abraão exercitou a fé no monte Moriá pelo menos 2 vezes:
·         Ao  se dispôr para sacrificar Isaque (Para obedecer a Deus)
·         A  crer que Deus era poderoso para ressuscitar Isaque
Naquela época não se tinha a noção sequer da ressurreição dos mortos, ele veio acontecer tempos depois com Elias.
Pelo fato de Abraão crer naquilo que Deus lhe disse o Senhor ratificou sua promessa a Abraão no monte Moriá.
A fé leva Deus a confirmar sua promessa em nossa vida; a incredulidade nos afasta da promessa.
2)      A fé transmite a graça que torna possível a promessa
Quando Deus prometeu uma descendência numerosa a Abraão, ele não exigiu nada em troca. A bíblia simplesmente diz que Abraão creu no Senhor e isso lhe foi imputada como justiça.
Abraão viveu a graça na lei. Hoje nós recebemos o poder de Deus, a unção de Deus, o Espírito de Deus, o perdão dos pecados, a cura das doenças e todas as demais coisas pela fé, como Abraão. Vemos Abraão sacrificando animais em sinal apenas de confirmação de aliança ou de gratidão, mas nunca de barganha com Deus.
Abraão viveu aquilo que Jesus veio estabelecer: Relacionamento com Deus. Abraão tinha uma liberdade tão grande com Deus que Deus tinha prazer em conceder tudo o que Abraão queria.
Você e eu temos vivido a Lei ou a Graça? Temos nos relacionado com Deus da forma certa?
3)      A fé abrange todas as pessoas que creêm e leva-as a alcançarem a promessa
Ao preanunciar o evangelho a Abraão, Deus lhe disse: “Em ti serão benditas todas as famílias da terra”. Isso inclui asiáticos, africanos, americanos, brasileiros, argentinos, judeus, árabes, canadenses, portugueses, gregos, espanhóis, italianos etc . (Gl 3:8)
A promessa não ficou restrita a um povo e a um tempo. A prova disto é que o Espírito Santo veio até nós em Jesus Cristo. A bíblia diz que pela fé recebemos o Espírito prometido a Abraão. (Gl 3:14)
Nos tempos apostólicos, Pedro disse que a promessa do Espírito Santo que é garantia de que a Promessa feita a Abraão é nossa, foi dado a todas as pessoas. (At. 2:38,39)
O Evangelho de João apresenta-nos a universalidade da fé:
Jo 1:11,12 è Ele veio para os seus, mas os seus não o receberam, mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus  a saber os que creêm no seu nome
Jo 3:16 è Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna
O livro de Atos traz em si aquilo que esteve na mente de Deus já no AT. (At. 15:16-18):
Depois disto voltarei, e reedificarei o tabernáculo de Davi, que está caído; reedificarei as suas ruínas, e tornarei a levantá-lo; para que o resto dos homens busque ao Senhor, sim, todos os gentios, sobre os quais é invocado o meu nome, diz o Senhor que faz estas coisas, que são conhecidas desde a antiguidade.
Vamos caminhar rumo a nossa promessa em Cristo!