terça-feira, 22 de novembro de 2011

Comunhão Ininterrupta

Salmo 73:21-24

Assim o meu coração se azedou, e sinto picadas nos meus rins. Assim me embruteci, e nada sabia; fiquei como um animal perante ti.Todavia estou de contínuo contigo; tu me sustentaste pela minha mão direita. Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.

Esse salmo tem um contexto muito interessante que passaremos a observar nesse momento. Ele apresenta alguns traços muito peculiares como:

  • O salmista sente-se indignado pela "prosperidade dos ímpios", mesmo sabendo que Deus é bom, santo, justo, altíssimo, fortaleza (vs 1,11,20,26).
  • Na cabeça do Salmista, temos a certeza que passou o desejo de desertar da fé (v 2); pois ele desviou seus olhos do Senhor e colocou na "prosperidade dos ímpios" (v 3).
É nesse momento aqui, que quero compartilhar com você uma gloriosa revelação que o Espírito me deu Essa gloriosa revelação chama-se: "Uma comunhão ininterrupta".

Por que uma "comunhão ininterrupta"? Considere que:

  • O salmista ao observar os ímpios achava que tudo era "melhor" que a presença de Deus;
  • O salmista tornou-se irracional, embrutecido diante de Deus (v  22);
E mesmo assim, O Senhor manteve sua comunhão com o Salmista como se descreve no texto que lemos no ínicio. "Todavia, (Apesar de tudo que tenho feito) estou de contínuo (nunca deixou de existir) contigo".

Quero compartilhar com você, alguns resultados práticos da "comunhão ininterrupta":

  • Sustentação - "Tu me sustentaste pela minha mão direita"
Is 41:10 -  Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.

Sl 81:16 - Mas eu sustentaria Israel com o melhor trigo, e com o mel da rocha eu o satisfaria

Ne 9:21 - Durante quarenta anos tu os sustentaste no deserto; nada lhes faltou, as roupas deles não se gastaram nem os seus pés ficaram inchados
  • Direção - "Guiar-me-ás com teu conselho"
Is 48:17 - Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.

Sl 32:8 - Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.

Sl 25:9 -  Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho.

  • Aceitação - "me recebes na Glória"
1 Ts 2:12 - Para que vos conduzísseis dignamente para com Deus, que vos chama para o seu reino e glória.
1 Pe 5:10 -  E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá.
Sl 62:7 - Em Deus está a minha salvação e a minha glória; a rocha da minha fortaleza, e o meu refúgio estão em Deus.

O que mais poderíamos querem senão a íntima presença do Senhor? Para onde iremos se só Ele tem a palavra da vida eterna?! A minha oração é que através desse estudo, seu espírito seja motivado a estar ligado em Deus o tempo todo, Deus te abençõe e te guarde (Nm 6:24)

sábado, 19 de novembro de 2011

Intervindo através da oração

Texto Bíblico: Gênesis 20:17,18; Tiago 5:16

"A seguir Abraão orou a Deus, e Deus curou Abimeleque, sua mulher e suas servas, de forma que puderam novamente ter filhos,porque o SENHOR havia tornado estéreis todas as mulheres da casa de Abimeleque por causa de Sara, mulher de Abraão."

"Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz."

Em Gênesis, vemos que Abraão interveio em uma situação e a modificou pela oração. A razão disto é que a oração de um justo é poderosa e eficaz.

Não é só Abraão que é exemplo de pessoas que intervieram através da oração, mas Isaque, Jacó, Moisés, Josué, Ana, Samuel, Elias, Ezequias, Jonas, Paulo e Silas dentre outros tantos.

Neste estudo, quero compartilhar com você os princípios de uma oração poderosa e eficaz que transforma situações e pessoas ao seu redor Vamos então aos princípios de uma oração poderosa e eficaz:

  1. Toda oração poderosa é voltada para Deus.
Abraão orou a Deus. Toda oração deve ser voltada para o verdadeiro Deus. No Novo Testamento, existe uma palavra exclusiva quando se fala da oração voltada para Deus, palavra essa que é proseuche. Essa palavra é de caráter sagrado e expressa devoção absoluta e de maneira nenhuma é usada para dirigir-se a pessoas, senão a Deus.

Toda oração deve cumprir os requisitos que encontramos em proseuche: Ser de caráter sagrado, expressar devoção absoluta e nunca dirigir-se a pessoas humanas, falhas, limitadas. Todo grande homem e toda grande mulher de Deus sabe por revelação e experiência que a oração é sagrada, devocional e voltada exclusivamente para Deus.

O apóstolo Tiago que é meio-irmão de Jesus Cristo, expressa bem quando uma oração não tem caráter de uma oração proseuche: (Tiago 4:3) "Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres."

Uma oração não atendida é aquela que tenciona somente atender nossos prazeres.

  2. Toda oração poderosa é direcionada para o povo.

Abraão orou por Abimeleque, suas mulheres, criadas para que pudessem ter filhos novamente. Na bíblia, vemos Abraão orando pelos habitantes de Sodoma e Gomorra, vemos Isaque orando por Rebeca, vemos Moisés orando por Faraó, vemos Arão orando por todo o Israel, vemos Davi orando pela construção do templo, vemos Elias orando pela viúva de Sarepta e tantos outros.

Nas epístolas paulinas, Paulo sempre começa suas cartas orando por alguém. Orando para que Deus lhes desse "espírito de sabedoria e revelação" (Ef 1:17), orando para alcançar algum fruto (Rm 1:9-11). Paulo exorta Timóteo, seu jovem discípulo e futuro pastor em Éfeso a orar para todas as classes de pessoas, sejam elas quem forem (1 Tm 2:1)

3. Toda oração poderosa tem uma causa.

A causa da enfermidade de Abimeleque e a oportunidade que gerou a Oração de Abraão foi Sara. Sara foi desejada pelos princípes de Abimeleque e por estar casada com Abraão, Deus visitou com seus juízos a casa de Abimeleque.

Nossas orações poderosas e eficazes tem alguma causa, seja um amigo, seja um familiar, seja um emprego, seja um ministério, seja um relacionamento, seja comunhão com o Espírito Santo. A verdade é que nenhuma oração frutifica se não houver uma causa.

Jesus orou por seus discípulos para que fossem guardados do mal (Jo 17:11), Jesus orou por Lázaro para que fosse ressuscitado (Jo 11:42,43). Jesus orou por Pedro (Lc 22:31,32).

A causa pode ser legítima ou não. A causa não é legítima quando é puramente "capricho" e não necessidade.

4. A oração poderosa é feita por um justo

A palavra "justo" aqui é dikaios e seu significado é de alguém que observa as leis divinas, de alguém que seu modo de pensar, sentir e agir é inteiramente conforme a vontade de Deus, de alguém que foi aceito por Deus mediante a adoção que há em Cristo (Gl 4:5)

A oração de um ímpio é abominável (Pv 28:9), ao contrário deste a oração de um justo (dikaios) é perfeitamente aceitável ao Pai (Pv 15:9)

Você já passou pela adoção que há em Cristo? Você já entrou pela porta (Jo 10:9), pelo caminho (Jo 14:6), pelo consumador da fé (Hb 12:2) que é Cristo?

Toda oração poderosa começa e termina nele (Rm 11:36; Ap 1:8). Que nós optemos por sermos adotados na família de Deus e desfrutemos de uma oração poderosa!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Não minta para o Espírito Santo

 Texto Bíblico: At. 5:1-11
Deus não se deixa enganar, o que o homem plantar isso mesmo colherá (Gl 6:7), vejamos o resultado que Ananias e Safira colheram por mentir ao Espírito Santo:
1.    Tiveram seu coração repleto de satanás – At. 5:3
O eterno propósito de Deus é que o homem fosse vaso para contê-lo, no entanto, se o homem não estiver cheio de Deus, ele só pode estar cheio de sua natureza humana caída ou de demônios mesmo.
Jesus falou que os demônios procuram viver em homens e quando são expulsos tendem a retornar para eles se eles não estiverem cheios do Espírito Santo (Mt 12:43-45).
Esses crentes aqui com certeza estavam vazios do Espírito Santo, pois cederam espaço para o diabo, sendo que a bíblia diz “nem deis lugar ao diabo” (Ef 4:27).
Quando você não está cheio de Deus, você estará cheio de outra coisa, seja sua carne, seu ego, ou de demônios.
2.    Tentaram ao Senhor – At. 5:9
A bíblia enfatiza “Não tentarás o SENHOR, teu Deus” (Dt 6:16). Eles expressamente desobedeceram esse mandamento quando mentiram para o Espírito Santo.
O Espírito Santo conhece todas as coisas (Sl 139:7-12), seus olhos passam por todo lugar (Pv 15:3) e é hipocrisia nossa pensar que ao orarmos ele desconhece o estado do nosso coração; Ele é o Senhor que “Sonda mentes e corações” (Ap 2:23), ele é quem retribuirá cada um segundo os feitos do seu corpo (2 Co 5:10).
Tem muita gente que ao orar não admite suas fraquezas ao Espírito Santo, conheço várias. No entanto, a bíblia diz que o Espírito Santo veio justamente para “ajudar nas fraquezas” (Rm 8:26), muita gente acha isso uma irreverência ao Senhor, sendo que Deus ama a verdade no íntimo (Sl 51:6).
Se Ananias e Safira tivessem tido a dignidade de dizer para o Espírito:
“Senhor, vendemos a propriedade por tal valor, contudo, queremos ficar com parte do preço”, pelo menos, não teriam experimentado a morte, pois o pendor do Espírito é vida e Paz (Rm 8:6b), penso que nem seriam castigados, pois o desejo de Deus é que todos vivam (Ez 18:32).
3.    Experimentaram morte – At. 5:10
Em Gn 2:17 se lê em língua portuguesa: “Certamente morrerás”, mas no Hebraico se diz: “morrendo espiritualmente, morrerás fisicamente”. A morte de Ananias e Safira começou no espírito deles. Em Ef 2:1 se diz que devido a nossos pecados “estavámos mortos”.
O salário do pecado é a morte (Rm 6:23a), o pecado uma vez consumado gera morte (Tg 1:15). O inclinar para a carne é morte (Rm 8:6a).
Se alguém vive em promiscuidade receberá por herança morte, se alguém vive se embebedando receberá morte, pois aquilo que o homem plantar isso mesmo colherá (Gl 6:7), aquele que semeia para o Espírito colherá do Espírito vida eterna, mas aquele que semeia na sua carne, da carne colherá corrupção (Gl 6:8). A carne e o sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herdar incorrupção (1 Co 15:50).
É tempo de evitar esses três “males”. É tempo de viver no Espírito (Gl 5:25). Neste momento em que lhes escrevo, tenho dor incensante no meu coração, mas o Santo Espírito a conhece (Rm 9:1,2). Acima de tudo, seja sempre verdadeiro com Deus e assim você não mentirá para o Espírito Santo.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

E quando o impossível vem?

No nosso cotidiano somos por vezes cercados de impossibilidades e nesses momentos assim nossa alma se abate, nossa confiança se vai, nossa calma se perde, nós desacreditamos dos milagres. Não existe um ser-humano na terra que nunca experimentou a sensação de ter uma impossibilidade em sua vida. O que fazer então quando o impossível vier?

  •  Precisamos saber que Deus é o Deus do Impossível

A bíblia diz em Gênesis 18:14: Existe alguma coisa impossível para o SENHOR? Precisamos ter o entendimento semelhante ao de Jeremias em Jeremias 32:17:Ah! Soberano SENHOR, tu fizeste os céus e a terra pelo teu grande poder e por teu braço estendido. Nada é difícil demais para ti.

Ainda que algo seja impossível para nós, não será para o Senhor pois Ele mesmo diz: Mesmo que isso pareça impossível para o remanescente deste povo naquela época, será impossível para mim? , declara o SENHOR dos Exércitos (Zacarias 8:6)

NADA É DIFÍCIL DEMAIS PARA O SENHOR! JESUS DISSE QUE PARA DEUS TODAS AS COISAS SÃO POSSÍVEIS (MATEUS 19:26).

  • Precisamos ter fé
Jesus disse em Mateus 17:20 que o que faziam seus seguidores fracassarem era a pequeníssima fé que tinham, se eles aumentassem sua fé nada lhes seria impossível. Eles poderiam remover montes físicos, emocionais e espirituais.

A bíblia nos diz que a fé é o meio de vida do Cristão (Romanos 1:17), é o seu modo de andar (2 Coríntios 5:7). diz ainda que é impossível agradar a Deus sem fé (Hebreus 11:6).

A fé é a base para toda construção na vida (Hebreus 11:1), ela é aquilo que alimenta sua esperança e expectativa. Ela é o firme fundamento. Ela não oscila, ela não se move, ela não se abala. Ela é a vitória que vence o mundo (1 João 5:4).

Talvez como eu, você em certos momentos diz para Deus: "SENHOR, minha fé é tão pequena" e nossa oração passa a ser a oração dos discípulos: "Senhor, aumenta-nos a fé" - Lucas 17:5. Quero, então, apontar o melhor meio para se aperfeiçoar a fé: LEITURA DA BÍBLIA! A bíblia diz que a fé vem pelo ouvir a palavra de Deus (Romanos 10:17). Que nós saibamos a medida da nossa fé, pois Deus deu a cada um uma medida específica (Romanos 12:3), a sua fé é responsável pelo milagre!

O pastor Éber Rodrigues do ministério Ouvir e Crer ensina que nós não somos responsáveis em produzir o milagre, mas somos responsáveis em preservar a fé até que o milagre venha.

Uma segunda maneira para aperfeiçoar a fé é ORAR NO ESPÍRITO para aqueles que são batizados no Espírito Santo com o dom de falar em Línguas. O apóstolo Judas, irmão do Senhor Jesus, escreveu em sua carta no verso 20: Edifiquem-se, porém, amados, na santíssima fé que vocês têm, orando no Espírito Santo.”
Se você não sabe o que é o falar em línguas, vai uma pequena explicação: é um dom mediante o qual o crente em união com Deus fala uma língua que o edifica, essa língua pode ser natural (de outras nações) pode até ser de nações que já desapareceram como também pode ser sobrenatural (um idioma que Deus cria exclusivamente para seu relacionamento com Ele). A bíblia nos mostra exemplos desses dois tipos:

No pentecostes, os discípulos falaram uma gama de idiomas correntes da sua época (Atos 2:8-11)
Daniel na corte da Babilônia, decifrou uma língua desconhecida na terra (Daniel 5:1-8,25-28) perceba que somente Daniel pôde entender "o idioma de Deus". Essa capacidade de discernimento veio de Deus mesmo como se observa em Daniel 1:17 onde se diz:A esses quatro jovens Deus deu sabedoria e inteligência para conhecerem todos os aspectos da cultura e da ciência. E Daniel, além disso, sabia interpretar todo tipo de visões e sonhos.

O que fazer quando o impossível vier? Permaneça crendo como Habacuque:Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos,ainda assim eu exultarei no SENHOR e me alegrarei no Deus da minha salvação. (Habacuque 3:17,18)

Não entristeçam o Espírito Santo

Ef 4:30 “Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.”
Como não entristecer o Espírito Santo? Nós Alegramos o Espírito quando nós:
1.   Abandonamos a mentira (Ef 4:25):
A mentira é a única coisa cuja paternidade é atribuída ao diabo (Jo 8:44). A mentira prejudica relacionamentos e nós devemos zelar pelo vínculo da paz entre nós porque somos membros uns dos outros (Rm 12:18; Ef 4:3).
2.   Liberamos perdão (Ef 4:26,32):
O perdão é a única maneira de Satanás não alcançar vantagem sobre nós (2 Co 2:11). O perdão é a chave para receber o perdão divino (Mt 6:14,15) e é uma decisão pessoal. Quando retemos perdão estamos retidos, quando perdoamos somos libertos (Jo 20:23)
  3. Quando não cedemos espaço ao diabo (Ef 4:27)
A apóstola Elisabeth diz que ninguém perde espaço, mas cede aquele espaço que é seu. Alguém já disse que o diabo só tem o espaço que a igreja menosopreza. O pastor Laudjair Guerra disse num congresso da visão celular: "as células que você não tem, é o diabo quem tem".
Por isso, Jesus disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra a Igreja, no grego comum, essa expressão quer dizer que a igreja atacaria o inferno e o inferno teria que retroceder.
No rol de discípulos de Jesus, vemos que Judas Iscariotes cedeu espaço ao diabo. Vemos o diabo querendo peineirar Simão como se peneira trigo. Não podemos ceder espaço ao maligno, pois Deus está a procura de homens e mulheres que estejam na brecha diante dele em favor do seu povo (Ez 22:30; Lc 22:31; Jo 6:70; 13:2).
  4. Arrependemos dos pecados (Ef 4:28a):
O ladrão arrependido deixa de furtar. O primeiro sinal da conversão é o arrependimento (Jr 31:19), e o primeiro ato para receber o Espírito Santo (At 2:38). O arrependimento foi a primeira mensagem que o Senhor Jesus pregou (Mc 1:15). O arrependimento será também a última mensagem de Deus para a Terra, mas os homens a recusarão (Ap 9:20).
5. Promovendo edificação (Ef 4:29):
A linguagem torpe ou indecente é aqueles palavrões, palavras de baixo calão. O apóstolo Paulo recomenda a Tito que nós não deveríamos ter nenhuma indignidade no falar (Tt 2:7,8). Porque a boca fala do que o coração estiver cheio (Lc 6:45), pois a boca pode produzir morte ou vida de como se usa (Pv 18:20,21), porque com ela bendizemos o Senhor e Pai e com ela amaldiçoamos o homem feito a semelhança de Deus (Tg 3:7-9).
O Senhor Jesus tinha sempre uma boa palavra pro cansado (Is 50:4) e esse tem sido o desejo do meu coração: ter uma boa palavra pro cansado, que eu seja agente de Deus para abençoar os meus irmãos em Cristo Jesus.
6. Devemos nos livrar da Amargura, Ira, Indignação, Gritaria, Calúnia (Ef 4:31)
Já foi provado que toda doença na alma resulta em doença física, pois como nós nos imaginamos nós nos tornamos (Pv 23:7).  Devemos ter uma auto-imagem correta de nós mesmos, pois somos filhos e filhas do El-Shadday (o Deus Todo Poderoso), somos templos do Espírito Santo (Ruach Hakodesh), Somos habitação de Deus no Espírito (Ef 2:22).
Todas as coisas nos são possíveis (Mc 9:23; Fp 4:13; Mt 18:18), sendo assim devemos ter gratidão ao Pai porque ele nos amou primeiro (1 Jo 4:19)
Que achemos graça aos olhos do Senhor Jesus! Vem Senhor! o Seu Espírito e sua Noiva dizem vem (Ap 22:17)