segunda-feira, 23 de abril de 2012

Conhecendo o SENHOR


CONHECENDO E PROSSEGUINDO EM CONHECER O SENHOR – Os. 6:3:

“Conheçamos o SENHOR; esforcemo-nos por conhecê-lo. Tão certo como nasce o sol, ele
aparecerá; virá para nós como as chuvas de inverno, como as chuvas de primavera que
regam a terra.”

O conhecimento ganha um destaque especial na Bíblia, visto que ele liberta (Pv. 11:9),
preserva (Pv. 22:12), enriquece (Pv. 24:4), evita destruição (Os. 4:6) e encherá toda terra (Hc.
2:14). A expressão “Conhecimento” ocorre 131 vezes na Bíblia.

 Nós fomos enriquecidos em todo conhecimento (1 Co. 1:5). O plano de Deus é que todos
cheguemos a um conhecimento pleno (Ef. 4:13), que cresçamos em graça e conhecimento (2
Pe. 3:18) a bíblia diz que todos temos conhecimento (1 Jo. 2:20); 

Mas o  que é “Conhecer e prosseguir conhecendo o SENHOR?” É:

I. ESTAR FAMILIARIZADO COM DEUS

A palavra “Conheçamos e conhecer” é Yada. Na transliteração de idiomas, uma palavra não
tem um único sentido. Yada têm vários sentidos: “Distinguir, discernir, estar familiarizado
com”... Isso implica dizer que Conhecer o SENHOR é estar tão familiarizado com ele que
chegamos a distinguir quando é Deus agindo ou não. O conhecimento a que a palavra Yada se
refere é aquele conhecimento que pode ser obtido pelo tato, olfato, visão, audição, paladar. É
um conhecimento prático, pessoal e experimental. A palavra indica relacionamento com a
divindade (Sl. 73:22).

II. Buscá-lo ardentemente

Prosseguir nos fala de seguir no encalço; de correr atrás; É buscá-lo ansiosamente, é ter sede e
fome de Deus, é desejá-lo muito (Sl. 63:1).
Buscar Deus ardentemente gera saúde para nossa Terra (2 Cr. 7:14), requer um coração
disposto (Ed. 7:10), o buscamos com oração e jejum como Daniel (Dn. 9:3). Prosseguir vem da
palavra Radaph. Devemos prosseguir até a perfeição (Hb. 6:1).

III. Como então conhecer ao SENHOR?

A)        Através do Deus Unigênito – O Filho (Jo. 1:18; 14:7)

O NT diz que Cristo é a imagem de Deus. Imagem é o mesmo que Caráter no Grego (Hb. 1:3).
Cristo nos revela o caráter de Deus em suas ações, se quisermos conhecer o Pai temos que
conhecer primeiro o Filho. (Jo. 5:19)

Diz a bíblia que o Filho é quem revela o Pai (Jo. 15:15; 17:26). Cristo é Deus conosco e Deus em nós. Deus quer se revelar aqueles que o amam (Jo. 16:27; 1 Co. 8:3), Deus quer se revelar a nós a tal ponto que nós o conheçamos como ele nos conhece – plenamente (1 Co. 13:12).

B) Pelo Espírito Santo:

O Espírito Santo foi prometido a toda carne (Jl. 2:28-32), então a promessa de batismo é para
todos os que crêem (Mc. 16:17,18; At. 2:39). Jesus disse que o Espírito é semelhante a um rio
em nosso interior (Jo. 4:13,14; 7:37-39)

Deus já nos batizou com o Espírito Santo, agora somos nós quem decidimos beber das águas
que fluem do trono de Deus (1 Co. 12:13)

CONCLUSÃO: 

Deus deseja muito mais o seu conhecimento do que sacrifícios (Os. 6:6). Tal conhecimento
vem para nós do Filho e do Espírito através da oração e do Jejum (Sl. 50:15; 109:24) 

OBS: este Sermão será pregado dia 29/04/2012 na Comunidade Missão Resgate de Uberlândia, em cuja presidência está o Pr. João Paulo.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

VENCENDO A INCREDULIDADE


VENCENDO A INCREDULIDADE

Incredulidade é ateísmo, ceticismo, descrença, falta de fé, fraqueza de fé, infidelidade, atitude de quem não se deixa convencer facilmente. Incredulidade é do grego “Apistia”. O termo incredulidade não aparece no A.T. é antes exclusivo do N.T. O que fazer e o que não fazer para vencer a Incredulidade?

I.                   O que NÃO fazer para vencer:

Maravilhar-se: “Espantar-se, chocar, assombrar, admirar” – Mt 13:54
Naturalizar: “Fazer de Jesus uma figura humana e por conseqüência tinham uma visão errada dele como Herodes – Mt 13:55; 14:1, 2
Escandalizar-se: “Gerar desconfiança, julgar injustamente, caluniar, fazer as pessoas desacreditarem em quem deviam acreditar” – Mt 13:56
Desonravam: “Tinham-no na boca, mas não no coração (Is 29:13), tinham um temor meramente humano” – Mt 13:57
Duvidaram: “De onde?”caracteriza uma dúvida – Mc 6:1
Restringiram-no: Aqui Jesus cura umas “poucas pessoas” – Mc 6:5

II.                 O que FAZER para vencer:

Praticar Confissão: “Direis”, fala-nos de confissão – Mt 17:20
Praticar Oração e Jejum – Mt 17: 21
Deixar disputaMc 9:14: “Disputa é um fruto da carne (Gl 5:20) e aqueles que estão na carne não pode agradar a Deus (Rm 8:7-9)”
Crer – Mc 9:23 “Abraão creu contra a esperança (Rm 4:17, 18)”
Repreender a incredulidade – Mc 9:25
Ver o invisível – Rm 4:19 (II Co 4:18; 5:7)
glorificar a Deus – Rm 4:20; “Glorificar a Deus é dar a Deus o que ele merece receber, atribuir-lhe o que de fato é dele. é Professar conhecê-lo e praticar coisas que mostram que conhecemos”. (Tt 1:16)
Ter convicção – Rm 4:21 “Fé é convicção (Hb 11:1). Precisamos ter convicção de quem Deus é e quem nós somos”
Lançar fora à soberba – Rm 11:20 “Soberba é arrogância, orgulho”
Ter verdadeiro temor – Rm 11:20 (Lc 12:5)
Decidir sair da incredulidade – Rm 11:23
Deixar Blasfêmia, Perseguição, injúria – I Tm 1:13
Deixar Ignorância – I Tm 1:13 (Os 4:6; 6:3; Jo 8:31, 32)
Receber novo coração – Hb 3:12 (Sl 51:10,17; Ez 36:26)
Deixar maldade – Hb 3:12 (Rm 6:19; I Pe  2:1-2,4)
Deixar Infidelidade – Hb 3:12 (Ap 2:10)

Dentre todos esses aqui mencionados quero destacar três:

1.     Confissão;
2.     Oração e jejum;
3.     Decidir sair da incredulidade;

E AÍ, VOCÊ QUER PERMANECER NA INCREDULIDADE AINDA?