sexta-feira, 29 de junho de 2012

Cristãos Árvores

A árvore é sinônimo de Cristãos na Palavra de Deus. No Novo Testamento encontramos um episódio no qual ao curar um homem cego, Jesus lhe pergunta: "O que você está vendo?' o homem então responde: "Estou vendo os homens andando como árvores". (Mc. 8:22-26)

No Salmo 1 também encontramos árvores associadas aos homens, especialmente aos tementes ao SENHOR, uma árvore bem firme, alimentada e nutrida. (Sl. 1:1-3)

Quero contar uma história que ocorreu comigo: Recentemente estava no portão de casa e lá existem duas árvores que jamais produziram fruto, porém são excelentes para sombra e o Espírito me falou: "Vê que existem árvores que não frutificam? Assim também há cristãos que aparentemente e só aparentemente são infrutíferos. Mas como essa árvore é boa para produzir um frescor, assim também esses cristãos são motivo de frescor para muitas pessoas ainda que aparentemente são infrutíferos".

Então recordei-me de um texto bíblico em Isaías 4:6 que diz: "E haverá um tabernáculo para sombra contra o calor do dia; e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva." Entendo perfeitamente que  o texto faz menção a nós, cristãos, isso porque

A) Nós somos o Tabernáculo ou Templo do Espírito Santo - 1 Co. 3:16; 6:20
B) O Calor do dia fala das pressões a que estamos sujeitos - Is. 48:10; 1 Pe. 1:7
C) Tempestade e chuva são ventos de doutrinas que querem nos parar - Mt. 7:24-27; Ef. 4:14,15


A  partir desse momento, passei a observar o que hoje eu chamo de "Cristãos Sombra", Sombra não porque ficam escondidos, mas porque aparentemente são infrutíferos, mas são motivo de alívio para muitos.


Esses cristãos sombra são pessoas que tem um ministério quase que exclusivamente voltado para outros cristãos, um ministério de Edificação.

É interessante notar alguns fatores em comum nesses cristãos: (Isaías 4:6)

A) Conhecem muito bem o Espírito Santo a ponto de serem chamados como Oséias de "Homem ou Mulher do Espírito" - Os. 9:7
B) Estão constantemente se purificando no sangue de Jesus Cristo e na Palavra de Deus - Jo. 17:17; 1 Jo. 1:7
C) São pessoas fundamentadas na fé; Como ensina o Pr. Éber Rodrigues: "Fundamentos são muito mais do que conhecimentos doutrinários, Fundamentos são verdades bíblicas que orientam nosso modo de agir". - Cl. 2:6,7

Foi através desse texto de Is. 4:6 que o Senhor me mostrou a finalidade das provações. Produzir em nós caminhos de refrigério para outras pessoas. É por esta razão que o apóstolo Tiago dizia: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações" Tg. 1:2


Nós temos entendido que cristãos sombras são aqueles que oferecem suporte para outros frutificarem no Senhor, por isso, quando você achar que alguém não está frutificando, saiba que ele pode estar sendo um suporte para muitas pessoas em Cristo.


Um abraço Fraternal em Cristo,

terça-feira, 26 de junho de 2012

Permaneça com a palavra que Ele te deu

Permaneça com a Palavra que Deus te deu... 1 Reis 13

A bíblia nos conta a história de um homem que tinha uma palavra de Deus e resolveu desobedecê-la e como resultado morreu assassinado por um leão. O interessante é que esse homem morto pelo leão estava cavalgando em um jumento e o leão atacou somente o homem deixando o jumento ileso... O Leão e o Jumento permaneceram ao lado do corpo do profeta morto por muito tempo até ser anunciada em Betel a sua morte. O profeta era de Judá e havia recebido de Deus uma palavra: 'Vai, anuncia em Betel e retorna para Judá, mas quando retornar, não retorne pelo mesmo caminho. Também não coma pão e nem beba água em Betel'...

Mas em Betel havia um profeta idoso que mentindo convenceu o profeta de Judá a se alimentar em Betel (desobedecendo assim a palavra de Deus) e esse mesmo profeta que o levou a desobecer anunciou o juízo contra ele...

O salário do pecado é a morte, esse profeta morreu porque pecou... Pecou porque não guardou o mandamento do Senhor. 'Guardei no meu coração a sua palavra para não pecar contra Ti'.

Permaneça com a Palavra que Deus te deu, pois a Palavra que ele te deu perdura para mil gerações, os 'céus e a terra passarão, mas a Palavra jamais passarão'...
Como diz o Pr. Éber Rodrigues... 'Os seus problemas vão passar, mas a Palavra que Deus te deu permanecerá'...

Permaneça com a Palavra que Deus te deu!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Duas verdades que me mudaram

Esses têm sido dias abençoados... Dias onde o Senhor tem restaurado minhas amizades, a unção, o amor por Ele e Sua Palavra... Dias onde o Senhor usando a vida de tantos profetas seus e tem edificado o meu espírito, transformado a minha alma e curado cada vez mais o meu corpo.Algumas dessas verdades são muito conhecidas por tantos irmãos, mas tem sido fundamento para mim e são:

A confissão da Palavra - 2 Co 4:13

O que eu creio eu confesso e o que eu confesso eu recebo - Pr. Geraldo Nascimento - Min. Ouvir e Crer
Jesus fez, o Espírito Transmite e a fé recebe - Pr. Éber Rodrigues - Min. Ouvir e Crer
A fé acontece no coração e manifesta na boca - Pr. Geraldo Nascimento - Min. Ouvir e Crer
A morte e a vida estão no poder da Língua - Rei Salomão (Pv 18:21)

Oração em Línguas - 1 Co 14:1-4

Orar em línguas não é sensitiva... Não é preciso sentir para falar em línguas... O Falar em Línguas é uma ferramenta para edificação pessoal (Jd 20). É um fundamento espiritual...

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Vivendo a restauração de Deus




Baseado em: “Uma nova história escrita por Deus” – Pr. Márcio Valadão

Manassés foi um rei ímpio apesar de seu pai educá-lo nos preceitos de Deus. Ele cometeu muitas atrocidades. Edificou altares a demônios, derramou sangue inocente, adivinhava pelas nuvens, andava com feiticeiros e por fim foi feito prisioneiro pelos assírios.

Apesar disso, Ele foi plenamente restaurado por Deus. Baseando-se na vida de Manassés, veremos os passos que se praticados nos conduzirão a plena restauração. Os passos são:

  • Reconhecer onde caiu:

Há um episódio na bíblia que os discípulos dos profetas estão cortando lenha e um machado emprestado caiu na água. O profeta Eliseu então pergunta: “Onde o machado caiu?” O profeta Eliseu lança um madeiro (Símbolo da Cruz) e o machado flutua. Quando nós estamos caídos basta somente olharmos para a Cruz, afinal, o Senhor Jesus disse: “Todos atrairei a mim quando for levantado da terra”. Jesus mesmo disse que os Sãos não precisam de médico e sim os doentes, isto é, caídos, abatidos...

Em Apocalipse, Jesus nos convida “Lembra-te de onde caíste e arrepende-te”

  •   Retomar a Oração – 2 Crônicas 33:11, 12

Toda oração é respondida com “sim” ou “não” e tanto o “sim” quanto o “não”, vindos de Deus, é o melhor, sempre. (Uma nova história escrita por Deus – Pág. 19). 

A oração é a “roda do Oleiro”. Sempre que existe restauração é necessário passar primeiro pela “roda do Oleiro”, Sansão é um exemplo claro disso, depois de ser preso, ele foi posto para dirigir um moinho, mas foi lá que seu cabelo tornou a crescer e a sua força retornou a Ele.

  • Ter disposição para mudar – 2 Crônicas 33:14

Deus restaurou Manassés, mas este também teve uma parte a desempenhar. Perceba que quem restaurou os muros foi o próprio Manassés. Estes muros falam de proteção, logo, não podem ter buracos, rachaduras, biblicamente, “não podemos dar lugar ao diabo”.

Esses muros tipificam os amados irmãos que oram pela nossa vida.

Depois de reconstruir os muros, ele restaurou o altar. Não espere apenas que Deus dê a você a vontade de orar, a vontade de ler a Bíblia, a vontade de adorar, a vontade de congregar, nós não nos movemos por desejos ou sensações. Ter comunhão com Deus não é uma questão apenas de desejo, mas começa com um exercício da nossa vontade, algo que temos que escolher. Precisamos querer. No Antigo Testamento há um texto que diz que o fogo arderá continuamente no altar e não se apagará; entretanto, o sacerdote tinha que levar a lenha. Por isso Manassés retirou da Casa do Senhor os deuses estranhos e os ídolos, como também todos os altares do monte da Casa do Senhor em Jerusalém, os lançou fora da cidade, no lixo e restaurou o altar do Senhor (verso 16). – Ibidem pág. 23,24

  • Retomar a leitura da Palavra

A leitura é o principal meio pelo qual Deus nos fala. O Pr. César Castelhanos diz: “A palavra é o mapa e o Espírito Santo é o guia”.[1]

Quero que saiba que a nossa vida é marcada pelos recomeços; se você quiser ter a verdadeira paz e ouvir a Deus, Ele vai guiá-lo em tudo e em todo o tempo. Você não precisa viver dando “cabeçadas”, sofrendo conseqüências pela falta de orientação. Decida  agora  mesmo  ser orientado pelo Senhor por meio da Palavra dele, a Bíblia. Arrependa-se pelas vezes que caminhou segundo a orientação do mundo, de acordo com a sua opinião ou de amigos e parentes que não têm Jesus Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas. Recomece louvando ao Senhor e testemunhando Cristo àqueles que estão perdidos Mostre a eles que Jesus é o único Deus verdadeiro. Que Ele é o Príncipe da Paz, e por causa dele podemos nos alegrar nos sofrimentos, os quais produzem paciência, que traz a aprovação de Deus, e essa aprovação cria a esperança. E essa esperança não nos deixa decepcionados – ibidem pág. 32,33

Perceba que Esdras e Neemias restauraram a nação judaica após o cativeiro pela Palavra. (Esdras 7:10 e Neemias 8). Viva os princípios que Deus estabeleceu em Sua Palavra e seja feliz....


[1] Acréscimo pessoal que não consta no Livro – “Uma nova história escrita por Deus”.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

O TEMOR DO SENHOR




O Temor do SENHOR
(Extraído de: “O Temor do Senhor – Pr. Márcio Valadão”)

1. É aborrecer o mal – Provérbios 8:13

“O temor do SENHOR consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço.”

Aborrecer o mal É tratar o pecado como Deus trata o pecado. O temor de Deus produz um senso de santidade cada vez maior.

No céu os anjos cantam: “Santo, Santo, Santo é o SENHOR, toda a terra está cheia da sua glória (Isaías 6:3). Deus é Santo e nos chama a viver uma vida de santidade igual à dele porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. (1 Pedro 1:16)

Êxodo 20:20 – Respondeu Moisés ao povo: Não temais; Deus veio para vos provar e para que o seu temor esteja diante de vós, a fim de que não pequeis.

Uma das mentiras do diabo é dizer que você tem que pecar, saiba que o pecado é uma escolha. Deus não permite que venha sobre nós uma tentação além das nossas forças. Deus tem um limite de tentação para cada um. Quanto mais você sobe no seu relacionamento com Deus, mais forte você fica e mais tentado você é. Os soldados mais provados são os mais valentes. (O temor do Senhor – pág. 23)

2. Os benefícios de se temer o SENHOR

a) Deus concede família – Êxodo 1:17, 21
b) Deus concede sua bondade – Salmo 31:19
c) Deus concede proteção – Salmo 34:7
d) Deus concede provisão – Salmo 34:9
e) Deus concede sua herança – Salmo 61:5
f) Deus dá Sustento – Salmo 111:5
g) Deus concede sua misericórdia e Compaixão – Salmo 103:11, 13
h) Deus concede sabedoria – Provérbios 9:10

Alguns também pensam que o culto a Deus se restringe apenas em ir à congregação aos domingos, no cantar e bater palmas, porém, se todos os atos não estiverem aliados ao temor de Deus, não terão valor. Tudo isso pode se tornar apenas atos religiosos. Não adianta ir à igreja e ter, muitas vezes, uma vida sem o temor do Senhor, porque o que conta é a sua vida, a sua obediência, é aborrecer o mal. (Ibidem – pág.31)

3. Sábio é aquele que teme o SENHOR

O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; revelam prudência todos os que o praticam. O seu louvor permanece para sempre. – Salmo 111:10

Você precisa acertar a sua vida com Deus. Talvez você já tenha ouvido tanto da mensagem do evangelho, já ouviu tanto que Jesus morreu em seu lugar, pagou o preço da sua redenção, mas está faltando o temor, e o temor é obedecer (Ibidem – pág. 40)



sábado, 2 de junho de 2012

Identificando o seu valor diante de Deus

Texto-Base: Salmo 8
Nós somos seres que valorizamos muitas coisas. Esse valor determina a importância que atribuímos a essas coisas. Herdamos esse senso de valor do próprio Deus, ele também atribui valores, mas, ao invés de atribuir valores a coisas, Deus atribui valor à Pessoas. Mas o valor que Deus atribui não é proporcional é padronizado. Todos têm o mesmo valor diante dele, por isso, todos têm a mesma importância aos seus Olhos e nele não há distinção. O valor que Deus atribui a nós outros é um valor:
1.                   Superior ao valor dado aos anjos
Está escrito que ele encontra imperfeições nos anjos (Jó 4:8) e impureza nos céus (Jó 15:15) mas ele se contenta nos seres humanos que O aceitam (Isaias 53:11). A aspiração do diabo era ser semelhante ao Altíssimo (Isaias 14:14), um privilégio dado por Deus aos seres humanos (Gênesis 1:26,27).
Os anjos são sábios (2 Samuel 14:20), mas ele nos deu a mente de Cristo (1 Corintios 2:16) e esses anjos sábios desejam entender a graça a nós destinada (1 Pedro 1:10,11). Os anjos são poderosos (Salmo 103:20), mas ele nos deu o Seu Poder (Atos 1:8). Os anjos são criaturas (Hebreus 1:4-13), mas nós somos filhos  adotivos  em Cristo (João 1:11-13).
2.                   Superior ao valor dado a Criação
No Gênesis, Deus disse a Adão e por conseguinte a todos nós que descenderíamos dele que dominássemos e sujeitássemos a terra (Gênesis 1:28), isso certamente inclui  todas as criaturas mencionadas no Salmo 8 que são: ovelhas, bois, animais do campo, aves dos céus, peixes do  mar.
O autor aos Hebreus, interpretando essa passagem milênios depois disse que o governo dado aqui se aplicava a Cristo (Hebreus 2:5-9). Por sermos seus Co-herdeiros esse governo também se aplica  a nós outros (Romanos 8:17; Apocalipse 2:26-29).
Nosso valor é tamanho a ponto do apóstolo Paulo escrever que julgaremos os próprios anjos (1 Coríntios 6:3).
Tudo é nosso, seja  o mundo, a vida, a morte, o presente seja o futuro e nós somos de Cristo e Cristo é de Deus (1 Corintios 3:21-23) e nada poderá nos separar do amor de Deus, nem mesmo os anjos, principados, altura, profundidade, largura ou comprimento, vida ou morte que está em Cristo Jesus nosso Senhor (Romanos 8:38,39).
Ele nos assentou consigo mesmo nas regiões celestiais (Efésios 2:6) acima de todo tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades (Colossenses 1:16) bem como Principados, Potestades, dominadores deste mundo tenebroso, forças espirituais da maldade (Efésios 6:12). Ele nos deu poder e autoridade sobre os nossos adverários (Lucas 10:19)
Entendendo esse ‘senso de valor’, Paulo aconselhou que se alguém quiser se gloriar deve ser gloriar no Senhor (1 Corintios 1:31), porque tudo o que temos é dele, ‘dele, por ele e para ele são todas as coisas’ (Romanos 11:36).

3.                   Semelhante ao de Cristo Jesus:
Em Romanos, Paulo detalha a doutrina da “justificação”, numa linguagem amplamente jurídica. Ele diz que Deus credita em nós a justiça e santidade de Cristo.
 A morte do Senhor é vicária, isto é, substitutiva. Ele morreu em nossos pecados e deu-nos sua vida abundante. Então mesmo ele atribuindo loucura ou imperfeições aos seus anjos e impureza nos céus, (não  que lá haja mesmo imperfeições e impureza sendo antes uma figura de linguagem) ele nos encontra por causa de Cristo ‘santos, irrepreensíveis’ (Efésios 1:4), ‘filhos de Deus, inculpáveis no meio de uma geração corrompida’ (Filipenses 2:15) .
Desta feita, nos tornamos embaixadores de Cristo (2 Corintios 5:20) e O representamos. Por isso, o apóstolo Paulo disse em relação aos Gálatas:Mas vocês não me desprezaram, nem me rejeitaram, embora o meu estado de saúde fosse uma dura prova para vocês. Pelo contrário, vocês me receberam como se eu fosse um anjo de Deus ou mesmo como se eu fosse Cristo Jesus.” (Gálatas 4:14 NTLH).
Jesus ensinou que quando oramos devíamos orar no Seu Nome ao Pai (João 14:13) e para um judeu conhecer o Nome de uma pessoa é Conhecer a Própria Pessoa. Sendo assim, quando oramos em nome de Jesus, oramos como se fôssemos o Senhor Jesus. É uma imensa responsabilidade, é uma coisa muito séria. Ele sabia orar, ele sabia se comportar na presença do Pai, e nós não sabemos (Romanos 8:26), mas graças a Deus que pelo Seu Espírito ele nos ensina o que é fazer (Salmo 32:8) o que é útil (Isaias 48:17) e até o que falar (Mateus 10:20).Ele nos assiste e intercede por nós (Romanos 8:26)
A nossa fé tem valor (1 Pedro 1:7). A palavra “valor” é dokimion, que por sua vez deriva de dokime que significa teste, julgamento, aprovado, caráter provado ,prova, um exemplar de valor comprovado
 Deus quer que você seja uma pessoa exemplar, se valorize, saiba que é aprovado!. Valorize-se porque o preço pago por você foi de Sangue, o Sangue Imaculado do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (1 Corintios 6:20; 1 Pedro 1:18,19)