domingo, 26 de maio de 2013

Fé é comportamento

Fé, uma palavra muito comum, muito usual, muito profunda, mas tão pouco vivida. Há várias definições para a palavra "fé" no conceito popular: "crer, acreditar, ter confiança". Esse conceito popular não está errado, mas a fé não é apenas isso, a fé é muito mais. O conceito Bíblico admite como definição de Fé é: "Fé é a  certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos". Mas digo que fé é mais ainda que isso. Fé é comportamento. Fé é comportar-se segundo o que Deus diz.

Todo herói na fé tem um ato, um comportamento que o caracteriza como tal. Vamos citar alguns:

Enos - O primeiro homem pós queda a invocar o nome do Senhor
Noé - O homem que construiu uma arca e condenou o mundo antigo (anti-diluviano)
Abraão - Conhecido como Pai da Fé; Estava disposto a oferecer Isaque como Sacrifício
Moisés - Abriu o mar Vermelho, executou as pragas no Egito, viu a Shekiná
Paulo - Renunciou toda a sua vida em prol de Cristo

Obviamente todos aqui listados são os mais notáveis, mas há também os menos conhecidos:

Jabesão - Enfrentou oitocentos homens com uma lança numa mesma batalha e os matou.
Eleasar - Defendeu o seu campo sozinho até a espada ficar grudada na sua mão.
Samá - Defendeu sozinho seu campo de Lentilhas
Abisai - Matou trezentos homens com uma lança
Benaia - Matou dois dos melhores guerreiros de Moabe e, num dia de neve, desceu num buraco e matou um leão. Também matou um egípcio de grande estatura

Homens que a Bíblia testemunha que o mundo não era digno deles. Homens que preferiram permanecer com aquilo que Deus lhes disse ao invés de suas emoções... Homens que foram verdadeiros guerreiros.

Existe uma Batalha da Fé, batalha que destina-se a conquistar nossa alma para o que Deus diz. Deus sabe o que somos, nosso espírito sabe, o diabo também sabe, mas nossa alma tem tanto argumento e é ela que precisa ser ganha para a Verdade. A batalha da fé tem um fim em Si: A Salvação da Nossa Alma.

Está Escrito: "Amados, embora estivesse muito ansioso por lhes escrever acerca da salvação que compartilhamos, senti que era necessário escrever-lhes insistindo que batalhassem pela fé uma vez por todas confiada aos santos. Pois certos homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor. Embora vocês já tenham conhecimento de tudo isso, quero lembrar-lhes que o Senhor libertou um povo do Egito mas, posteriormente, destruiu os que não creram."

A fé tem como sua base de operações toda a Palavra de Deus. "A Fé vem por ouvir e o ouvir pela Palavra de Deus"; Quanto mais cresço em Conhecimento da Palavra, mais cresço em Fé. E esse crescimento se torna notório a todos quando passo a agir de acordo com a Fé recebida.

O Justo vive pela Sua Fé. Independente do que ele vê, sente ou até mesmo quer. Aquele que entra numa jornada de Fé como esta, diz  para si mesmo: "Considero tudo como perda comparado com a Sublimidade do Conhecimento de Cristo Jesus meu Senhor", "Quero Conhecer Cristo"... Em cada área do meu Ser...

Fé é Comportamental. Fé é uma Pessoa. É Cristo em Nós - A ESPERANÇA DA GLÓRIA!!
Viva em Fé, Faça da Fé seu Comportamento!

domingo, 12 de maio de 2013

A Parábola dos Talentos não é bem de dez talentos!!

A Parábola dos Talentos não fala de "dez talentos" (Mateus 25:14-30)

O Homem que é dono dos talentos entrega a seus servos oito talentos em proporção desigual. A um ele dá cinco, a outro dois e a outro apenas um talento. No final da Parábola, quando o dono dos talentos pede o acerto de contas, se verifica "quinze" talentos. o que recebeu cinco ganhou mais cinco, o que recebeu dois ganhou outros dois e o que recebeu apenas um talento não conseguiu nenhum. Inclusive, no final das contas perdeu para o que agora tinha dez. Ficando assim:

1º Personagem ficou com onze talentos (cinco recebidos, cinco conquistados e mais um do servo negligente)

2º Personagem ficou com quatro talentos (dois recebidos e dois conquistados)

3º Personagem ficou sem nenhum talento.

A Parábola dos talentos começa com oito talentos e termina com quinze.

(O que a Bíblia não diz - Pr. Antônio Evangelista. Págs. 93, 94)

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Uma pequena nota explicativa de Eclesiastes 7:10

A Forma portuguesa não oferece a resposta de tal proibição. Num estudo exegético que fiz, encontrei uma outra possível vertente (tradução) que seria assim:

"Jamais pense: 'Por que os dias passados foram melhores?' Isso só te levaria a mendigar".

Por que essa forma de tradução? Para cada palavra da língua portuguesa, há sete palavras correspondentes no hebraico. E a palavra final do texto hebraico (Shâ'al Shâ'el) traduzida na Nova Versão Internacional como "Fazer esse tipo de pergunta". Na forma passada (Heb. Piel) também significa: Pedir esmolas, praticar mendicância. 

Então quem fica preso ao passado mendiga seu presente e seu futuro. Essa é razão de tal proibição, perdemos tanto o passado quanto o presente e o futuro.